PUBLICIDADE
Topo

Coisa de Meninos Nada

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Não tem que completar: repor fluido do carro sem critério deveria ser crime

Conteúdo exclusivo para assinantes
Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colunista do UOL

21/09/2021 04h00

Olha, povo... Quando eu digo para vocês que é o mecânico quem tem de mexer no seu carro é porque a gente estudou para saber o que está fazendo.

Eu tenho um vídeo que até hoje me rende um monte de comentários mal-educados, mas o interessante é que nenhum deles vem acompanhado de argumentos técnicos.

Para quem não sabe do que eu estou falando, refiro-me à coluna em que digo o que o frentista pode ou não fazer no automóvel dos clientes.

Então hoje eu vou explicar para vocês porque que não dá completar os fluídos do seu carro de qualquer jeito, sem conhecimento.

Óleo do motor

Troca de óleo - Lucas Lacaz Ruiz/A1 - Lucas Lacaz Ruiz/A1
Imagem: Lucas Lacaz Ruiz/A1

Se o óleo do motor está baixando, a hora de realizar a respectiva troca está se aproximando ou você tem um vazamento que precisa ser identificado e resolvido. Completar o nível só vai camuflar o verdadeiro problema.

Mas é claro que temos momentos de emergência... Aí você pode ter de completar o nível para sair de um sufoco. Nesse caso, é muito, mas muito importante mesmo você completar com o mesmo óleo que já está lá no motor do seu carro, que deve ser o especificado pela fabricante! Misturar óleos com características diferentes pode dar um problemão!

Líquido de arrefecimento

Líquido de arrefecimento - Shutterstock - Shutterstock
Imagem: Shutterstock

Estou falando da famosa água do radiador. Nos carros atuais, o líquido de arrefecimento se mantém dentro do sistema o tempo todo. Ele não deve vazar nem evaporar para lugar nenhum. Especialmente por causa do aditivo que, muitas vezes, é tóxico e não pode ser descartado no meio ambiente.

Então, se o nível está baixando lá no reservatório, você tem algum problema que, novamente, deve ser identificado e sanado!

Além do mais, a proporção entre aditivo e água deve ser respeitada e, se você completa com água, compromete a mistura ideal. E pior! Se você completar com água da torneira, que também não é a que tem de colocar lá dentro, o problema é agravado - ainda mais se o motor tiver peças de alumínio. O certo é usar água desmineralizada.

Agora... rolou a emergência? Completa, né... com água mesmo. Até da poça d'água serve pra te tirar do meio do nada, mas, assim que possível, leve o carro para a oficina para a gente reparar a tragédia, limpando tudo e reabastecendo corretamente.

Fluido de freio

Fluido de freio - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O fluido de freio é o pior de todos. Ele também não some do sistema. Portanto, quando o nível está baixo, é sinal de que o prazo para a troca das pastilhas está próximo ou então tem um vazamento, o que é gravíssimo!

Completar fluído de freio deveria ser crime! Olha só o salseiro que isso pode virar.

Você completa o fluído de freio. Aí traz o carro na oficina para gente fazer revisão. Eu vou lá trocar as pastilhas e, quando recolho os pistões da pinça e coloco as peças novas, vejo que o reservatório de fluido transbordou e espirrou até na alma do carro.

O mecânico fica tão feliz... ainda mais porque o fluido de freio ataca quimicamente a pintura do seu carro, então a gente tem de limpar tudo com muita atenção e cuidado.

Só que é tão comum a galera completar o fluido de freio que a gente já fica ligeiro na oficina e confere o reservatório antes de mexer nas pastilhas. É batata! São pouquíssimos os carros que chegam em ordem.

Aqui, se rolar emergência, é guincho que vai resolver. Andar com fluido de freio vazando é garantia de acidente, então, não dá para vacilar. Vale lembrar da mesma regra do óleo de motor: tem de respeitar a recomendação do fabricante na hora de abastecer o sistema.

Eu vou ressaltar que só se deve mexer nessas coisas em caso de emergência, onde você não tem outra alternativa. Mas só é aceitável na emergência! Quando você chega até um lugar seguro, o destino imediato deve ser a oficina. É importante que você avise o profissional o que fez no carro, para que ele possa recolocar tudo no lugar.

Mas ó! Tem um líquido que você pode completar sem restrições. Aliás, deve!

Estou falando do reservatório de água do para-brisa! Esse tem de completar e pode até colocar aqueles xampus próprios para o lavador. Fica bacana e você não corre o risco de danificar a pintura, manchar vidros nem ressecar borrachas dos limpadores.

Agora me conta, aqui nos comentários... abra seu coraçãozinho.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL