PUBLICIDADE
Topo

Como economizar combustível e pastilhas de freio ao pegar a estrada

Viagem de carro na estrada - Getty Images
Viagem de carro na estrada Imagem: Getty Images
Thais Roland

Thais Roland é técnica em Manutenção Automotiva e apaixonada pela graxa. Com seu canal no YouTube 'Coisa de Meninos Nada', busca informar, orientar e dar suporte em relação a dúvidas e neuras sobre o mundo dos carros

Colaboração para o UOL

31/12/2019 04h00

É hora de levar as crianças para a praia, seja para curtir o Réveillon ou passar as férias empanando na areia. E o que espera muitos dos motoristas é o famoso trânsito desta época do ano. Se é inevitável pegar congestionamento e ficar parado por horas na estrada, dá para otimizar o consumo de combustível e de pastilhas de freio.

Moderar a velocidade na estrada é a chave desta matéria. Vai garantir uma viagem mais segura e tranquila para todo mundo, evitará que você comece o ano pagando multas e ainda ajudará a economizar combustível e pastilhas.

Cada um conhece seu carro, mas quando estamos na estrada reconheço que é difícil segurar o impulso de pesar o pé um pouco mais no acelerador. Porém, temos que lembrar que isso significa que o tanque de combustível vai secar mais rápido.

Carros de passeio costumam ser bem econômicos até 90 km/h. Acima disso o ponteiro do combustível começa a acompanhar o do velocímetro, só que no sentido oposto. Então manter esta velocidade é uma boa estratégia, não só para garantir uma viagem mais segura como também mais econômica.

E otimiza mesmo, viu! Na estrada o consumo já é melhor, e se mantivermos essa média de velocidade a vantagem é ainda maior. Carros que possuem mostrador de consumo são ótimos para o motorista brincar de economizar. Abuse do recurso e tenha certeza de que vai sobrar mais dinheiro para o sorvete.

Moderar a velocidade também refletirá no consumo das pastilhas de freio. Na decida da serra é comum usarmos bastante os freios, então qualquer coisa que ajude é vantagem.

Usar o freio motor aqui é essencial. Ou seja: em vez de descer a serra em quinta marcha, pisando no pedal do freio o tempo todo, reduza a marcha para terceira, por exemplo, e deixe que o próprio motor freie o carro e diminua a velocidade. Isso fará com que você use muito menos os freios e irá poupá-los.

Pisar menos no freio consumirá menos as pastilhas e também evitará que o sistema aqueça demais, correndo o risco de diminuir a eficiência de frenagem, e de empenamento do disco, se você passar numa poça d'água, por exemplo.

Esqueça o ponto morto também! Descer a serra em ponto morto para economizar combustível era coisa de carro carburado. Veículos com injeção eletrônica não têm isso. Além do mais, é perigoso andar com o carro desengrenado, já que temos menos controle da velocidade nessa situação. Não é à toa que as estradas possuem placas de sinalização pedindo para que o motorista desça com o carro engrenado.

Isso também vale para quando estamos nos aproximando das cabines de pedágio ou de um trecho de congestionamento. A estratégia é sempre a mesma: ir diminuindo as marchas de acordo com a velocidade até parar o carro e desengatar apenas quando estiver já quase parando.

Essa prática é mais segura e ajuda no consumo de combustível, já que o módulo do carro sabe, o tempo todo, o que está acontecendo com o pedal do acelerador e a velocidade do veículo.

Isso tudo pode ser divertido também na estrada. Prestar atenção aos comportamentos do seu carro e aprender como otimizar tudo nele é muito legal. O que te faz sentir pilotando é justamente esse tipo de coisa, ler o carro e não sair acelerando colocando todo mundo em risco.

Agora vá lá, aproveite que já se recuperou da ceia de Natal e abuse tudo de novo no Réveillon! Muito obrigada pela companhia nesse fim de ano! Ótimas festas e que 2020 seja um ano maravilhoso para todos nós.