PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Apuração das escolas de samba do Rio começa às 16h45; saiba como será

Portela é uma das favoritas ao título do Carnaval 2017 - Bruna Prado/UOL
Portela é uma das favoritas ao título do Carnaval 2017
Imagem: Bruna Prado/UOL

Do UOL, em São Paulo

01/03/2017 11h43Atualizada em 01/03/2017 16h04

A Sapucaí voltará a ser o centro das atenções a partir das 16h45 desta quarta-feira (1º), quando as notas dos jurados do Carnaval 2017 do Rio de Janeiro serão reveladas. Acompanhe no UOL a apuração em tempo real.

Em sorteio feito na sede da Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa), foi definida a ordem de leitura das notas: 1- Alegorias e adereços; 2 – Bateria; 3 – Fantasias; 4 – Samba Enredo; 5 – Comissão de Frente; 6 – Evolução; 7 – Harmonia; 8 – Mestre-sala e Porta-bandeira; e 9 – Enredo.

Com essa ordem, o enredo, que é o último quesito, será o primeiro a ser usado como desempate. Se o empate continuar, o desempate será feito no quesito anterior, e assim sucessivamente.

Este Carnaval tem uma diferença em relação aos anteriores: são seis jurados por quesito, mas apenas quatro notas serão válidas na apuração. Os dois reservas também atribuirão notas, mas suas avaliações só serão divulgadas e computadas caso um dos titulares tenha algum problema e não possa concluir sua avaliação.

Cada um dos 54 jurados deve atribuir notas de 9 a 10 (com o fracionamento de décimos) para os nove quesitos. 

Problemas podem afetar notas

Após um Carnaval ofuscado por dois trágicos acidentes envolvendo carros alegóricos de Paraíso do Tuiuti e Unidos da Tijuca, que deixaram mais de 30 feridos, ainda não se sabe se as agremiações serão penalizadas. Em uma reunião na tarde desta quarta, a Liesa decidiu que nenhuma escola será rebaixada.

Mangueira e Portela deverão disputar décimo a décimo o título. A campeã de 2016 fez uma apresentação de plástica irretocável, em mais um grande trabalho de Leandro Vieira. E impulsionada por um bom samba-enredo, desfilou com a tradicional garra.

Teve problemas sérios de evolução, com a formação de um buraco à frente ao supermódulo por conta da dificuldade de deslocamento de seu segundo carro alegórico. Já a Portela, em outro grande trabalho de Paulo Barros, fez um desfile bastante técnico, mas com impacto e momentos de emoção.