PUBLICIDADE
Topo

Rio de Janeiro

Foliões usam buraco em grade para comprar cerveja clandestina na Sapucaí

Público compra cerveja "pirata" em grade da Sapucaí - Bernardo Gentile/UOL
Público compra cerveja "pirata" em grade da Sapucaí Imagem: Bernardo Gentile/UOL

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio

27/02/2017 06h20

O jeitinho brasileiro entrou em cena neste domingo (26), no primeiro dia de desfiles das escolas de samba do Rio. Os foliões encontraram um buraco na grade que separa a Marquês de Sapucaí da rua e, por ali, encontraram um jeito de driblar a loja oficial, com seus preços bem mais altos.

Pelo espaço improvisado através de tapume, era possível encontrar outras marcas da bebida, não apenas a da patrocinadora oficial do evento. Três latas custavam R$ 10. Dentro do sambódromo, a unidade saia por R$ 7.

"Eu nem gosto da marca que vendem aqui dentro. Cara desse jeito, então, nem pensar. Aqui eu encontro a que mais gosto e ainda bem mais barata", disse Manoel, de 36 anos, empresário.

Curiosamente, o buraco onde os foliões encontram a "cerveja clandestina" fica em frente a uma das barracas de bebidas licenciadas pelo Carnaval.

Enquanto o buraco acumulava pessoas e formava fila, a loja oficial apresentava movimento fraco.