Preta Gil retira bolsa de ostomia; saiba para que o equipamento serve

Nesta quinta-feira, 30, Preta Gil foi submetida a cirurgia de retirada da bolsa de ileostomia. A cantora precisou carregar a bolsa durante o tratamento contra um câncer no intestino.

Em sua conta oficial no Instagram, a assessoria de Preta tranquilizou os fãs informando que "a cirurgia de reconstrução do trato intestinal e reversão da ileostomia ocorreu com grande êxito".

Tirei essa foto ontem, não estava sol, mas quis deixar registrado uma última foto com a minha bolsinha de ileostomia, ela que tanto me ajudou nesses últimos três meses e meio. Sou grata demais por ter tido a oportunidade de usá-la enquanto meu corpo cicatrizava.

O que é a estomia

A ostomia, ou estomia de eliminação, é um procedimento cirúrgico realizado quando é preciso construir um novo trajeto para eliminar a urina e as fezes.

As fezes e/ou urina que saem pela ostomia ficam armazenados em uma bolsa plástica aderida à pele por meio de uma placa adesiva. Samuel Aguiar Junior, cirurgião oncológico e líder do Centro de Referência para Câncer Colorretal do A.C.Camargo Cancer Center (SP)

  • Quando a parte exteriorizada é o intestino grosso, chama-se colostomia.
  • Quando é intestino delgado, chama-se ileostomia.

O procedimento pode ser necessário depois de condições como câncer, perfurações acidentais no abdome, doenças no intestino, no reto e na bexiga

Como é o dia a dia de quem usa a bolsa

Após a realização da cirurgia de ostomia, é necessário que a pessoa se ajuste às alterações nos padrões de excreção, assim como nos hábitos alimentares e de higiene.

Continua após a publicidade

A dieta deve ser regular e saudável, evitando alimentos que possam ocasionar complicações, como diarreia, gases e constipação. É crucial ingerir de 2 a 2,5 litros de água diariamente e garantir uma quantidade adequada de fibras para assegurar o correto funcionamento do intestino.

As atividades sexuais permanecem normais, pois não há perda da capacidade sexual. Antes do ato sexual, é necessário esvaziar a bolsa, verificar sua correta colocação e garantir o fechamento adequado do clamp para prevenir vazamentos de conteúdo.

Muitos desconhecem, porém, que os indivíduos submetidos à ostomia possuem os mesmos direitos que as pessoas com deficiência, devido à ausência de controle esfincteriano intestinal ou urinário.

Alguns desses direitos incluem a isenção de determinados impostos na aquisição de veículos, o benefício de passe livre no transporte público, a reserva de vagas de emprego exclusivas para deficientes físicos, o resgate de previdência privada, a isenção do imposto de renda, entre outros.

Continua após a publicidade

Além disso, a legislação brasileira assegura que estados e municípios forneçam assistência aos ostomizados por meio de atendimento especializado com enfermeiros, bem como a distribuição gratuita de bolsas, sondas, coletores e acessórios de proteção e segurança.

*Com informações das reportagens: "10 orientações para pessoas ostomizadas" e "Vergonha, medo do cheiro e adaptação: 3 pessoas falam sobre ser ostomizado".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes