PUBLICIDADE

Topo

'Fiquei anos sem chorar', diz Projota sobre impacto da morte da mãe

Colaboração para VivaBem

14/10/2021 17h15

O cantor e compositor Projota disse hoje que ficou anos sem chorar após a morte da mãe, que aconteceu quando ele tinha apenas 8 anos.

"Chorei muito ali no dia, e depois não chorei mais. Fiquei anos sem chorar, por qualquer coisa", afirmou o cantor durante a 2ª Semana da Saúde Mental VivaBem, nesta quinta-feira (4).

Quando minha mãe sofreu o AVC e eu a vi na cama do hospital com a cabeça raspada, muito magra. Aquilo me chocou muito. Me doeu mais do que quando a vi morta.

Segundo o cantor, ele teve momentos em que sofreu sozinho. "Lembro de ouvir a minha avó dizendo para uma prima que o caso da minha mãe não tinha mais jeito. Pensei: 'não vou falar isso para o meu irmão'. Queria ter alguém para trocar aquela informação, ter aquele diálogo. Mas pensei: 'vou sofrer sozinho', e com 8 anos de idade segurei aquele B.O."

Para ajudar a lidar com a dor, Projota encontrou conforto na música. "Comecei a colocar essas experiências todas em músicas. Isso para mim é uma forma extremamente terapêutica, quase como escrever um diário sobre esse assunto. A dor amadurece, não acaba, mas vai se transformando em algo diferente do que é. Tudo o que me machuca vai para a música, desde o racismo até o luto."