PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Neto faz cirurgia na coluna; quando é preciso corrigir hérnia de disco?

O comentarista esportivo José Ferreira Neto, de 54 anos - Reprodução / Internet
O comentarista esportivo José Ferreira Neto, de 54 anos Imagem: Reprodução / Internet

Giulia Granchi

Do VivaBem, em São Paulo

07/04/2021 10h53

Para corrigir uma hérnia de disco, Neto, apresentador da TV Bandeirantes e ex-jogador do Corinthians, foi submetido a uma cirurgia de coluna na última terça-feira (06).

O procedimento ocorreu no Hospital São Luiz do Morumbi, em São Paulo, teve a duração de cinco horas e foi bem-sucedido.

O que é a hérnia de disco?

O disco é uma cartilagem separa duas vértebras e dá mobilidade e flexibilidade, além de transferir cargas para a coluna.

A hérnia acontece quando acontece o desgaste do disco, seja por envelhecimento, questões genéticas ou trauma causado por acidentes e ele racha, vazando a cartilagem.

Segundo Alberto Gotfryd, médico do grupo de coluna do departamento de ortopedia e traumatologia da Santa Casa de São Paulo, muitas pessoas não sentem dores e só descobrem o quadro quando fazem exames por outros motivos nas regiões das costas.

A dor extrema surge, de acordo com ele, quando a hérnia está pressionando algum nervo.

Quando a cirurgia é necessária?

Após o diagnóstico, que é feito por meio de ressonância magnética, um médico especialista em coluna indica se o paciente deve fazer um tratamento clínico ou cirúrgico.

O médico explica que, para a maioria dos casos, é indicado o tratamento clínico com medicamentos como analgésicos, anti-inflamatórios e cortisona durante as crises de dor. A fisioterapia também pode ser recomendada.

"Mas se o paciente não responde ao tratamento clínico, apresenta dor forte e persistente e principalmente se tem fraqueza nas pernas ou nos pés, é comum que faça parte do pequeno percentual a quem é indicada a cirurgia", aponta.*

O procedimento é simples e consiste na remoção do pequeno fragmento de cartilagem deslocada. A descompressão é realizada por uso de microscópio ou câmeras de vídeo, com corte que varia de um a dois centímetros.

Como é o pós-operatório

O paciente geralmente recebe alta no dia seguinte e o tempo de repouso após a cirurgia varia entre 15 dias a um mês, dependendo dos sintomas apresentados e do por que o procedimento foi indicado.

"Em geral, nos primeiros dias, recomenda-se repouso relativo, sem pegar pesos ou fazer atividades extenuantes para não prejudicar a cicatrização", explica Felipe Gargioni Barreto, neurocirurgião especialista em coluna da Clínica Personal Ortopedia.

*Entrevista concedida para reportagem publicada dia 05/02/2020.

Saúde