PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

MSD desiste de desenvolvimento de vacinas por resposta imune insuficiente

Merck & Co trabalhava no desenvolvimento de duas vacinas; agora, empresa vai focar em pesquisa de tratamentos - Getty Images
Merck & Co trabalhava no desenvolvimento de duas vacinas; agora, empresa vai focar em pesquisa de tratamentos Imagem: Getty Images

De VivaBem, em São Paulo*

25/01/2021 09h58

A farmacêutica MSD (Merck Sharp&Dhome) disse hoje que encerrará o desenvolvimento de suas duas vacinas para prevenir a covid-19 para focar em pesquisa de tratamentos.

Em comunicado, a MSD disse que não levará em frente os estudos da candidata V591, que adquiriu com a compra da fabricante austríaca de vacinas Themis Bioscience, e V590, desenvolvida com a organização de pesquisa sem fins lucrativos IAVI.

Segundo a empresa, nos primeiros testes, ambas as vacinas geraram respostas imunológicas inferiores às observadas em pessoas que se recuperaram da covid-19, bem como aquelas relatadas para outras vacinas covid-19.

A MSD disse que vai concentrar os esforços de pesquisa e fabricação da covid-19 em dois medicamentos experimentais: MK-7110 e MK-4482, que agora chama de molnupiravir.

O molnupiravir, que está sendo desenvolvido em colaboração com Ridgeback Bio, é um antiviral oral que está sendo estudado em hospitais e ambulatórios. A MSD disse que um ensaio de fase 2/3 da droga está programado para terminar em maio, mas os resultados iniciais da eficácia devem ser feitos no primeiro trimestre e serão divulgados se forem clinicamente significativos.

A MSD disse que os resultados de um estudo de fase 3 do MK-7110, um modulador imunológico que está sendo estudado como um tratamento para pacientes hospitalizados com a covid-19 grave, são esperados no primeiro trimestre. Em dezembro, a empresa anunciou um acordo para fornecer MK-7110 ao governo dos Estados Unidos por até cerca de US$ 356 milhões.

*Com informações da agência Reuters.

Saúde