PUBLICIDADE

Topo

Conexão VivaBem

Equilíbrio


Silvero Pereira: "Tive medo do número de pessoas no mercado, é assustador"

Do VivaBem, em São Paulo

18/08/2020 11h00

No Conexão VivaBem desta terça-feira (18), o ator Silvero Pereira disse como é estranho sentir medo de coisas antes consideradas banais, como ir ao supermercado. "Mesmo na pandemia, eu ia ao mercado fazer compras, com todas as precauções. Mas ontem, por exemplo, foi a primeira vez que eu parei em frente ao local, olhei, vi uma quantidade de pessoas e não tive coragem de sair do carro. Voltei para casa. Isso é muito assustador para mim, porque foi a primeira vez que eu me questionei sobre sair e encontrar as pessoas".

O apresentador e psiquiatra Jairo Bouer disse que, na atual situação, o medo vivido por Silvero não é desproporcional. "Eu simplesmente sei que ter muita gente significa um risco maior. Não quero correr esse risco, então, apesar de querer muito ir ao supermercado, vou voltar para casa, existe uma lógica nisso". Mas o especialista disse que há pessoas com medo desproporcional, ou seja, não conseguem ver um projeto, plano ou uma luz.

Luiz Sperry, também psiquiatra, afirmou que a experiência pessoal de cada um influencia muito no tamanho desse medo. Quem tem um idoso em casa ou faz parte do grupo de risco deve estar mais apavorado. "E tem gente também que não tem nada, que só tem medo também, porque não tem uma previsão de qual vai ser o desfecho disso. Até porque tem muita gente jovem, saudável morrendo e tem muita gente velha, doente sobrevivendo".

Segundo Sperry, desejos e medos irão conviver nos próximos meses. "Sempre vai ter a vontade de sair, de tomar um sol, de fazer uma caminhada, e um certo medo, porque ali tem gente sem máscara, tem gente demais". Mas como isso irá traumatizar cada um é muito específico. "Não entra na classificação de estresse pós-traumático clássica, que é uma série de sintomas que se desenvolve depois de um evento traumático, mas com certeza as pessoas ficarão, sob várias formas, traumatizadas".