PUBLICIDADE

Topo

#ProjetoVivaBem

ProjetoVivaBem: 3° mês de treinos para emagrecer e dicas para manter rotina

Iwi Onodera
Imagem: Iwi Onodera

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo

03/04/2020 04h00

Após quase dois meses focados na dieta e no treino (nem tanto), os cinco participantes do #ProjetoVivaBem - 3 meses para entrar em forma se viram diante de mais um grande desafio: como manter a rotina de atividades físicas e a alimentação saudável com tantas mudanças que o novo coronavírus provocou em nossas vidas?

"Estou muito ansiosa. Sigo com a dieta, mas sem conseguir fazer todos os exercícios devido ao cansaço, excesso de trabalho e a mudança na rotina com o home office. Espero me adaptar logo", revelou Talyta Vespa, repórter do UOL Esportes.

Não tem jeito. Em praticamente todo processo de mudança de hábitos há obstáculos —claro que nem sempre tão grandes quanto uma pandemia. Nesses momentos, é importante adotar algumas estratégias que ajudam a manter o foco e a motivação. Por isso, vamos dar algumas dicas para você driblar as dificuldades que estão aparecendo, além de apresentar os treinos do terceiro mês do #ProjetoVivaBem: confira no link a seguir as próximas quatro semanas de exercícios para perder gordura e definir o corpo, que podem ser feitos em casa — se não acompanhou o início do programa, tudo bem, você pode começar agora, pela semana 1, que também está no link.

As táticas foram reunidas com a ajuda dos colunistas de VivaBem Fernando Guerreiro, profissional de educação física responsável pela elaboração dos treinos do nosso projeto, e Taíse Spolti, personal trainer, chef de cozinha e criadora do programa #2020ComTaíse, mentoria em saúde. Ela passou a integrar o time de especialistas do #ProjetoVivaBem nessa fase turbulenta justamente para passar aos participantes algumas estratégias que vão ajudar a manter o foco na mudança de hábito.

Ajuste sua rotina

Pare e pense: mesmo antes da pandemia, provavelmente sua rotina já era atribulada e não era fácil encontrar tempo para treinar e preparar suas refeições, certo? Mas você dava um jeito e conseguia cumprir as atividades do #ProjetoVivaBem, não é? Então, procure reorganizar sua vida para, mesmo trabalhando em casa, ter horários para cozinhar e se exercitar. Não terceirize suas desculpas e use a falta de tempo como motivo para se tornar sedentário ou abusar do consumo de fast-food. Programe o despertador com o horário de começar e terminar cada atividade do dia: trabalho, exercícios, lazer, tarefas da casa etc.

Escreva, leia e escute suas metas

Segundo Taíse, falar, escrever, ler, escutar e visualizar seus objetivos são ações que potencializam a maneira como o cérebro assimila seu comprometimento com algo. "Para obter isso, é necessário pelo menos três das cinco ações mencionadas". Procure aplicar a tática em frases que vão ajudar você a manter bons hábitos, como: 'Vou fazer refeições saudáveis'; 'Quero muito emagrecer e vou me dedicar para isso'; 'Seguirei todas as recomendações de treino e dieta até alcançar meus resultados' etc.

Não sobrecarregue sua rotina

Tente desacelerar e não colocar tanto peso nas coisas. Isso não quer dizer que você precise parar de treinar ou deixar de comer de maneira saudável. Mas é importante tirar alguns dias para tentar não ter muita carga de informação na sua rotina. Isso também vai ajudar a se manter mais concentrado e ativo para mudanças, mesmo dentro de casa. "Reduza a carga de pressão. Se a pessoa entende que precisa de menos coisas, ela consegue viver de forma mais leve e comer menos também. São gatilhos do nosso cérebro", afirma Taíse.

Conte até dez na frente da geladeira

É muito comum abrir a geladeira e ter vontade de comer a primeira coisa que está na sua frente. Tente não fazer isso. Ao abri-la, conte até dez e racionalize o que realmente é importante naquele momento. O ideal é pensar: qual o tamanho da minha fome? Quando há essa pausa, é muito mais fácil perceber se realmente está com fome ou comendo só por hábito, ansiedade ou desejo.

Procure treinar sempre no mesmo horário

Encare a atividade física como um compromisso que não pode ser desmarcado. Escolha um horário que você sabe que conseguirá cumprir os exercícios —antes de começar a trabalhar, por exemplo — e programe o treino na agenda, coloque avisos na porta da geladeira, no espelho do banheiro. Assim, você e sua família saberão qual será o momento do dia em que você vai parar tudo que está fazendo para cumprir algo inadiável: malhar

Estabeleça metas diferentes

Lance desafios entre você e seus amigos, por exemplo, pode ajudar no processo. Estipule uma competição saudável para ver quem queima mais calorias ou faz mais treinos na semana —respeitando o programa de exercícios sugerido por seu professor e os limites do corpo, claro. Colocando prazos curtos para conquistar metas simples de alcançar, é mais fácil de ver o resultado e atingir as mudanças necessárias.

#ProjetoVivaBem