PUBLICIDADE

Topo

#ProjetoVivaBem: "Mudei minha relação com doces e perdi 4,4 kg"

Carine Wallauer
Imagem: Carine Wallauer

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo

19/05/2020 04h00

O #ProjetoVivaBem —3 meses para entrar em forma chegou ao fim e, com os treinos criados pelo profissional de educação física Fernando Guerreiro e os cardápios elaborados pela nutricionista Suzana Bonumá, muito mais do que perder peso, os cinco participantes conseguiram adotar novos hábitos.

Ontem (18), Danilo Sperandio revelou que deixou de fumar e beber graças ao projeto. Hoje, é o dia de Bruna Souza Cruz, repórter de Tilt, revelar as mudanças saudáveis que fez na rotina.

Carine Wallauer
Imagem: Carine Wallauer

Bruna de Souza Cruz, repórter de Tilt
Idade
32 anos
Peso inicial 65 kg
Peso final 60,6 kg

"O sentimento que eu levo depois desses meses de mudanças de hábitos é que eu me sinto em paz quando penso em toda a jornada. Ela poderia ter sido melhor? Talvez. Mas, dentro de todas as minhas metas, eu alcancei a maioria. Por isso, me sinto feliz ao concluir o projeto.

Os principais objetivos que tracei lá em janeiro: me tornar uma pessoa mais ativa e conseguir controlar o consumo de doces. Como após os exames que fiz no início do projeto detectaram que a minha gordura corporal estava elevada, também me propus a eliminar 5 kg. Mas saúde sempre foi a minha maior motivação para entrar no projeto.

Carine Wallauer
Imagem: Carine Wallauer

Manter a rotina de exercícios não foi difícil no começo. Segui com as aulas de dança que já fazia e realizava os exercícios funcionais com certa regularidade (ok, nem sempre eu segui à risca, mas a tentativa conta, não?! rs). Também procurava a cada dia aumentar quantidade de passos que dava (antes da pandemia e da quarentena) e até participei de um treino de 5 km sem nunca ter corrido na vida (e amei a experiência!). Só que ai veio o coronavírus e, com ele, a ansiedade, o estresse e a falta de motivação para treinar...

Sobre tentar reduzir o açúcar, eu me surpreendi com o fato de o meu organismo pedir tanto doce. O início foi muito difícil, muitas vezes eu achava que não conseguiria continuar por muito mais tempo sem comer uma sobremesa. Mas não é que consegui? Depois do primeiro mês com pouquíssimos doces, o meu corpo já nem pedia tanto (com exceção de períodos de estresse, TPM). Quando eu comia um chocolate, dentro dos meus dois 'extras' por semana que tinha no meu plano alimentar, já achava doce de mais. Fiquei me achando ao conseguir fazer isso por mim (haha)!

Carine Wallauer
Imagem: Carine Wallauer
Mas a coisa desandou um pouco com, advinha... A quarentena. O desânimo e a ansiedade acabaram se fazendo presentes em alguns dias desse processo, principalmente nas últimas semanas. Aí, fiquei desanimada para treinar com a frequência de antes. Em alguns dias, mesmo sem vontade, eu realizava exercícios e isso me fazia muito bem. Mas, nos outros, eu só queria ficar quietinha com a companhia da TV, de um livro ou olhando a rua pela janela, zero vontade de malhar.

Consegui manter a alimentação bem equilibrada e saudável durante a maior parte do tempo. Só que durante muitos dias a saudade da minha família e amigos me dava mais fome. O chocolate (e coisas com ele) se tornou uma falsa válvula de escape.

Carine Wallauer
Imagem: Carine Wallauer
Enfim, as dificuldades existiram e acho que foram potencializadas com a quarentena. Não quero usar a pandemia como desculpas, mas quero ser justa também comigo e com todas essas sensações e preocupações que têm surgido a partir dela.

Ao final do projeto, consegui perder cerca de 4,4 kg, o que já considero uma vitória grande. Meu anseio por uma vida com hábitos mais saudáveis contínua e pretendo usar todas as ferramentas que aprendi durante essa jornada.

Sinto que o desafio de nos reconectarmos com a nossa determinação é um exercício constante e diário. Aprendi ainda mais com o Projeto VivaBem que o importante não é o resultado final. O importante é a trajetória e que temos que valorizar as conquistas que vamos acumulando no caminho. Valeu muito a pena."

#ProjetoVivaBem