PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Coronavírus: novo estudo afirma que o coração também sofre com a doença

Estudo identificou que pacientes graves da covid-19 tinham mais chance de danos cardíacos - iStock
Estudo identificou que pacientes graves da covid-19 tinham mais chance de danos cardíacos Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

29/03/2020 09h50

Um estudo publicado no periódico JAMA Cardiology indica que o novo coronavírus pode causar danos também ao coração.

Os pesquisadores acreditam que isso acontece em decorrência do alto grau de inflamação provocado pelo novo coronavírus no corpo, o que causaria uma inflamação também no sistema cardiovascular. O novo coronavírus, assim, poderia causar novos problemas cardíacos ou piorar problemas preexistentes.

Como o estudo foi feito?

A pesquisa revisou informações a respeito de outros dois coronavírus (os causadores da SARS e da MERS) e também de informações a respeito do vírus influenza.

Eles então perceberam que essas infecções virais podem desencadear síndromes coronárias agudas, arritmias e o desenvolvimento de falência cardíaca por uma combinação de resposta inflamatória generalizada que atingiria também as artérias. A partir desses dados, eles compararam as informações com os relatórios e relatos que chegam sobre o novo coronavírus.

Uma das constatações é que pacientes em estado grave por causa da covid-19, como é chamada a doença provocada pelo vírus, apresentam um nível alto de troponina, um marcador que indica lesão no músculo cardíaco. Eles acreditam que isso se deve ao alto grau inflamatório provocado pelo novo coronavírus no corpo.

Por que isso é importante?

O American College of Cardiology divulgou recentemente que a taxa de mortalidade entre pacientes com doenças cardiovasculares chega a 10,5%. E, até agora, as informações disponíveis mostram que indivíduos acima dos 65 anos com doenças coronarianas ou hipertensão podem apresentar sintomas mais severos que requerem cuidados intensivos.

Os especialistas recomendam então que pacientes nessas condições sejam tratados para seus problemas cardiovasculares de acordo com as orientações já estabelecidas, além de terem suas comorbidades levadas em consideração na escolha dos medicamentos utilizados.

A severidade, extensão e os efeitos de curto e longo prazo da covid-19 ao sistema cardiovascular, no entanto, ainda não são totalmente conhecidos e precisam de mais estudos e investigação.

Saúde