PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Bacne: saiba como tratar as incômodas espinhas nas costas

iStock
Imagem: iStock

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

20/03/2020 04h00

Junção das palavras back (em inglês, costas) e acne, a bacne são as espinhas que aparecem em adolescentes ou adultos na região dorsal do corpo, que é bastante oleosa. E por conta disso, quando os poros se entopem, as glândulas sebáceas não conseguem eliminar a oleosidade, o que causa a acne.

"Diferentemente das espinhas que aparecem no rosto (causadas pela ação de bactérias que levam à inflamação da pele), a bacne estaria relacionada à obstrução mecânica dos poros localizadas nas costas", explica Luiz Guilherme Castro, dermatologista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo.

O suor, por exemplo, é um desses fatores mecânicos que podem ser responsáveis pelo surgimento das acnes nas costas. Assim como o uso de roupas que não conseguem absorver adequadamente a transpiração.

Sexo masculino em alerta

Além disso, os homens têm mais tendência a desenvolver a bacne. Isso por conta dos hormônios, já que eles possuem mais quantidade de andrógenos circulantes no corpo do que as mulheres. Esses hormônios são responsáveis por uma produção maior de sebo e oleosidade, o que pode desencadear as espinhas.

"Assim como o uso de anabolizantes também piora muito a acne em geral, pois aumenta a quantidade dessas substâncias citadas", alerta Fabiana Seidl, dermatologista, especialista em clínica médica e membro da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia).

Algumas pessoas também apresentam a bacne quando usam certos remédios, principalmente aqueles que têm relação com hormônios. O alerta também se dá para quem consome whey protein. E são três fatores que podem ligar o suplemento ao aparecimento das acnes nas costas.

"Existem pacientes em que só o consumo da proteína do leite já é um fator de piora das espinhas. Outro ponto é que alguns tipos de whey protein têm carboidrato associado, com alto índice glicêmico —açúcar—, o que aumenta a insulina e, consequentemente, contribui para elevar o problema, ao inflamar as glândulas sebáceas. E, por último, muitas vezes, esses suplementos são enriquecidos com vitaminas B6, B12 e podem ter traços de substâncias anabolizantes, que são fatores para a acne", esclarece Alessandra Romiti, coordenadora do departamento de cosmiatria da SBD.

Tratamento mais potente

A terapia usada para a bacne é a mesma que a indicada para o rosto, porém, em concentrações um pouco mais fortes. Isso porque, geralmente, a pele das costas tem menor tendência a desenvolver irritações.

O ideal é procurar um dermatologista. O profissional irá avaliar o grau da bacne e poderá indicar produtos à base de peroxido de benzoila, que tem uma ação anti-inflamatória e também de desobstrução dos poros. Outras substâncias são o ácido retinoico (tretinoina) ou adapaleno.

Utilizar sabonetes adstringentes também podem contribuir na diminuição da oleosidade das costas. Já no consultório médico, alguns tratamentos também podem ser feitos, como peelings que usam ácido salicílico ou ácido retinoico. Esse procedimento ajuda a desobstruir os poros e eliminar a oleosidade.

É importante saber que o sol tem uma ação mista nas espinhas. Nos primeiros dias de exposição solar, como os raios UV têm uma ação anti-inflamatória, isso ajuda no processo de cura da acne. No entanto, se a pessoa permanecer no sol e usando produtos gordurosos na pele, pode ocorrer um efeito rebote, ou seja, um novo processo de obstrução das glândulas sebáceas.

Dicas para o dia a dia

Juntamente com o tratamento, é necessário manter uma rotina de cuidados e higiene da pele, para evitar que novas espinhas apareçam. "Para quem pratica atividades físicas em academias, o ideal é tomar banho logo após o exercício e usar roupas secas para evita a oclusão dos poros", afirma Claudia Marçal, dermatologista, membro da SBD e da Academia Americana de Dermatologia.

Outras dicas para quem sofre com a bacne e quer evitá-la são:

  • Não reutilize as roupas usadas na academia. Lave-as antes.
  • Escolha tecidos 100% algodão e, de preferência, na cor branca. O tecido absorverá todo o suor e óleo produzido nas costas, prendendo-o em suas roupas em vez de seus poros e a cor clara reduz o risco de irritação de corantes artificiais.
  • Evite tomar banhos muito quentes, pois favorece a produção de oleosidade.
  • Use produtos que regulem a oleosidade da pele, chamados de oil control, ou que não possuam óleo na formulação (oil free). O dermatologista poderá ajudar nessa prescrição.
  • Não esprema ou cutuque a bacne, pois as costas são uma região com tendência de formar manchas e cicatrizes, e a pele pode ficar manchada. Para retirada dos cravos, procure uma esteticista para realizar a limpeza adequada de pele.
  • Troque os lençóis e fronha da cama semanalmente.
  • Opte por alimentos com baixo índice glicêmico e evite excesso de leite e seus derivados.
  • Para quem toma whey protein, o melhor é substitui-lo pelos suplementos feitos com a proteína da carne, ou os veganos (ervilha, soja e arroz). Caso o problema da espinha seja o consumo de carboidrato, pode-se optar pelo whey protein isolado, que não possui o macronutriente na formulação.

Saúde