PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Saúde não pode ser pensada em curto prazo, por isso tenha bons hábitos

iStock
Imagem: iStock

Cristiane Bomfim

Da Agência Einstein

23/02/2020 15h50

Atenção com detalhes cotidianos, que muitas vezes passam despercebidos, e bom senso são os principais fatores para manter a saúde em um patamar ideal.

E, com isso, alimentação adequada e prática de atividade física, que contribuem para manter o peso em dia e previnem diversos problemas, se tornam fundamentais para bons resultados.

"As pessoas estão cada vez mais imediatistas. Mas a saúde não pode ser pensada em curto prazo. É uma questão de bons hábitos e os benefícios são percebidos dia a dia, ano a ano, ao longo da vida", afirma o cardiologista da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, Eduardo Pesaro.

Alimentar-se de maneira equilibrada é essencial para manter o peito batendo forte. Taxas elevadas de colesterol são algumas das grandes culpadas pelos males que acometem o coração. Uma das fontes dessa substância é a gordura animal.

"Portanto, uma dieta menos gordurosa, com mais vegetais e frutas traz mais benefícios", explica Pesaro. O coração é um dos órgãos que mais sofrem com alimentação desregulada, vida sedentária e hábitos como tabagismo e alcoolismo. Só para ter uma ideia, doenças cardiovasculares são as principais responsáveis por mortes no Brasil: por volta de 300 mil por ano.

A nutricionista do Einstein, Gabriela Bisogni, diz que a reeducação à mesa é um dos caminhos para ter mais saúde. Pratos coloridos com verduras e legumes, alimentos integrais, ricos em fibras, no lugar dos refinados (arroz branco, por exemplo), além de evitar o excesso de sal e açúcar são medidas bastante benéficas.

"É importante lembrar que dietas restritivas não fazem bem e que não há uma receita de bolo. Cada pessoa tem uma necessidade nutricional de acordo com seu histórico de saúde, preferências e rotina", fala Gabriela.

O cuidado com as condições ambientais em que se vive também é importante para manter o corpo saudável.

Estudo liderado por Pesaro e divulgado no primeiro semestre deste ano mostra um aumento de 30% no número de internações no SUS (Sistema Único de Saúde) por insuficiência cardíaca ou infarto durante o inverno na cidade de São Paulo.

A causa não é necessariamente o frio, mas sim as condições sócio-ambientais em que as pessoas se encontram. Em outras palavras, moram em habitações precárias, que muitas vezes não são de alvenaria e não contam com calefação.

"O estudo mostra que por conta da temperatura mais baixa, poluição e menor umidade do ar no inverno, o risco cardíaco se eleva", esclarece Pesaro.

Pessoas ansiosas, estressadas e em condições sociais desvantajosas estão mais predispostas a terem problemas do coração. Por isso, estar agasalhado quando estiver frio —e se proteger em casa—, buscar formas de controlar o estresse, como a prática regular de exercício física ou meditação, são atitudes que garantem bem-estar geral.

O pneumologista do Einstein, Humberto Bogossian, explica que o tempo seco diminui os mecanismos que funcionam como barreira de proteção das vias aéreas. Isso porque todo o sistema respiratório (desde o momento em que inspiramos) é formado por películas que agem como lubrificante para que o ar "passe liso", evitando a entrada de vírus e bactérias.

"Por isso, estar bem hidratado reduz a ocorrência de resfriados, gripes e o sangramento nasal", explica o médico. Outra dica é lavar as narinas com soro diariamente. O uso de umidificador de ar nos ambientes também a ajuda a manter o trato respiratório "molhadinho", mas Bogossian recomenda que ele esteja sempre limpo.

Outro ponto para você ticar na sua lista: estar em dia com as vacinas. Isso significa evitar dor de cabeça com doenças que podem ser prevenidas, como a gripe.

"Quando nos vacinamos, protegemos nosso corpo de desgastes causados pela doença, que em alguns casos pode se agravar, e diminuímos o risco de contágio. Ou seja, protegemos outras pessoas", conclui Bogossian.

Cuide-se:

  • Prefira comida de verdade. Isso quer dizer o menos industrializada e processada possível;
  • Pratos coloridos não são apenas mais bonitos, eles também reúnem uma variedade maior de nutrientes que o corpo precisa para manter você em pé e com tudo funcionando direitinho;
  • Pense na saúde em longo prazo. Bons resultados são conquistados a cada dia;
  • Mantenha as vacinas em dia;
  • Beba água;
  • Mantenha a casa arejada e limpa para evitar a circulação de vírus e bactérias.

Saúde