PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Ser otimista pode ajudar na recuperação após um derrame, diz estudo

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

12/02/2020 17h51

Um novo estudo revelou que ser otimista pode ajudar na recuperação de pacientes que sofreram derrame. Os resultados foram apresentados durante a Conferência Internacional de AVC 2020 da American Stroke Association nesta quarta-feira (12).

Segundo os autores, a pesquisa mostrou que níveis mais altos de otimismo em sobreviventes de um AVC foram associados a menor gravidade do problema, menor incapacidade física e menores níveis de inflamação no final de três meses de acompanhamento.

"Nossos resultados sugerem que pessoas otimistas têm um melhor resultado da doença, aumentando o moral pode ser uma maneira ideal de melhorar a saúde mental e a recuperação após um derrame", disse Yun-Ju Lai, um dos autores do estudo.

"Houve estudos que descobriram que os otimistas consistentemente tendem a se recuperar de uma cirurgia pós-operatória ou de uma cirurgia de revascularização mais rápida. Eles tendem a sobreviver a ataques cardíacos melhor e mais rápido também", afirmou Alan Rozanski, cardiologista do Monte Sinai, que estudou o papel do pensamento positivo na prevenção e recuperação de doenças por anos.

Como o estudo foi feito

Os cientistas recrutaram 49 pacientes que sofreram AVC e verificaram que a gravidade do problema e os níveis de interleucina-6 diminuíram à medida que os níveis de otimismo aumentavam.

A interleucina-6 faz parte da resposta imediata do corpo a lesões, mas os níveis crônicos têm sido associados a danos e doenças nos tecidos.

Eles também concluíram que a proteína C-reativa, um sinal de inflamação no corpo, também diminuiu quando os pacientes se mostravam otimistas sobre a recuperação do derrame.

Como evitar um AVC

A melhor forma de reduzir o risco de ter um AVC (ou derrame) é evitar os fatores modificáveis que causam a doença (sobrepeso, pressão arterial e colesterol alto e hábitos ruins). Então, faça o seguinte:

  • Pratique atividade física regularmente, ou seja, 150 minutos de exercícios moderados por semana --e saiba que atitudes como caminhar para ir ao trabalho ou à padaria, passear com o cachorro e subir escadas valem para cobrir essa cota de tempo, não precisa ser só o treino na academia.
  • Mantenha uma alimentação equilibrada, rica em frutas, verduras, legumes e alimentos naturais, como carne, peixes, ovos.
  • Reduza o estresse. Ter um hobby, praticar ioga, meditação, ler um livro, dançar ou fazer qualquer esporte ajuda a diminuir a tensão, assim como, veja só, não trabalhar demais.
  • Não fume e não abuse do álcool.

Saúde