Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Meu filho de 12 anos que treina jiu-jitsu pode tomar creatina?

Pergunte jiu Jitsu
Imagem: Fernanda Garcia/UOL VivaBem

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

12/11/2019 04h00

Não existe nenhuma contraindicação para suplementos em adolescentes, porém, qualquer tipo de suplementação alimentar deve ser recomendado por um nutricionista, nutrólogo ou médico do esporte. Serão esses profissionais que irão avaliar se é realmente necessário que um adolescente, ainda em fase de formação esportiva, precise fazer uso de recursos artificiais para a melhora do desempenho. Isso porque, no geral, uma alimentação balanceada, com os nutrientes necessários, já é suficiente para uma boa performance nas atividades físicas.

A creatina é uma substância formada por três aminoácidos (glicina, arginina e metionina), que são naturalmente produzidos pelo organismo e encontrados dentro das células. Ela trabalha no processo de produção de energia para o corpo. Portanto, desde um pequeno movimento, como levantar um braço ou mover a cabeça, até um grande esforço, como fazer musculação com muita carga, é necessária a presença dessa substância. Muitos estudos mostram que o uso da creatina como suplemento para atletas pode melhorar a capacidade deles durante a atividade física e, consequentemente, aumentar a massa muscular.

Como a substância entra no processo inicial da produção de energia, é mais indicada para os treinos de força ou curtos de velocidade, como musculação e corrida, sempre de alta intensidade. Por isso, a suplementação de creatina é recomendada para atletas que se apresentam em nível competitivo e treinos diários ou para esportistas com alta demanda em seus treinos. No caso do jiu-jitsu, o suplemento pode ser benéfico na melhora do rendimento dos atletas ao aumentar o ganho de força e retardar a fadiga muscular. Mas é preciso ficar atento, uma vez que a relação do aumento do peso, devido ao crescimento dos músculos, pode afetar a agilidade do atleta na modalidade.

Por isso, a dosagem de creatina deve ser indicada corretamente. Alguns estudos mostram que a ingestão diária de cerca de 5 gramas, em média, por dia é o suficiente para obter os ganhos de massa muscular e peso corporal. Já a Anvisa indica que o consumo de creatina acima de 3 g ao dia pode ser prejudicial à saúde. Segundo um estudo publicado no Journal of the International Society of Sports Nutrition, os principais possíveis efeitos de uma superdosagem do suplemento são: desidratação, ganho de peso por retenção de líquidos, enjoo, diarreia e tontura.

Fontes: Ana Paula Hayashi, nutricionista na Pulse Medicina Esportiva Integrada, em São Paulo e especialista em obesidade, emagrecimento e saúde pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo); Gabriel Ganme, médico do esporte e responsável pelo Ambulatório de Medicina dos Esportes de Aventura da Unifesp; Guilherme Giannini Artioli, professor de fisiologia aplicada e nutrição na EEFE-USP (Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo) e membro do grupo de pesquisa Applied Physiology & Nutrition Research Group, também da USP; Tânia Rodrigues, nutricionista com especialização em fisiologia do exercício pela Unifesp e membro da câmara técnica do CRN-3 (Conselho Regional de Nutricionistas da 3ª Região SP-MS); e Karina Hatano, médica da seleção brasileira de ginástica rítmica, professora da residência de medicina esportiva da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), médica do esporte e fisiologista do Instituto Cohen, em São Paulo.

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no UOL VivaBem.

Podcasts do UOL
Ouça o podcast Maratona, em que especialistas e corredores falam sobre corrida. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Pergunte ao VivaBem