Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Estudo: bactérias intestinas fazem seu próprio álcool e prejudicam o fígado

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

22/09/2019 11h43

Não precisa ingerir álcool para ter problemas no fígado, de acordo com um estudo publicado no periódico Cell Matabolism. Os cientistas descobriram que algumas bactérias intestinais produzem álcool e podem danificar o órgão sem que a pessoa consuma a bebida.

Isso porque, cerca de um quarto dos adultos do mundo sofre de doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA), no qual a gordura se acumula no fígado, impedindo que ele trabalhe.

Como o estudo foi feito

  • Os cientistas estudaram um paciente que sofria com DHGNA grave e que também bebia toda vez que consumia alimentos ricos em açúcar, condição conhecida como síndrome da auto cervejaria.
  • Os autores aprofundaram o estudo e descobriram que o álcool vinha de bactérias intestinais.
  • Em outra fase da pesquisa, os cientistas recolheram fezes das pessoas que tinham DHGNA.
  • O autor do estudo descobriu que pessoas que que possuem a doença hepática produzem quatro a seis vezes mais álcool quedo que indivíduos comuns.
  • O autor da pesquisa, Jin Yuan, descobriu ainda que 60% de uma amostra de chineses que sofrem com a doença têm bactérias intestinais que produzem quantidades consideráveis de álchool, mesmo não havendo quantidade suficiente de intoxicação.
  • Para confirmar que o álcool que não vem de bebidas é responsável pela DHGNA, o autor também utilizou ratos no estudo, que foram alimentados com cepas de K. pneumonia de alta fermentação e, em um mês, seus fígados estavam apresentando acúmulo de gordura.

Após um mês, os fígados dos camundongos ficaram com cicatrizes, indicando danos a longo prazo.

"Quando o corpo está sobrecarregado e não consegue decompor o álcool produzido por essas bactérias, você pode desenvolver doença hepática gordurosa mesmo se não beber", afirma Jin Yuan, um dos autores da pesquisa.

Saúde