Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Número mais baixo da leitura de pressão arterial não é menos importante

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL VivaBem, em São Paulo

21/07/2019 10h31

O número mais baixo na leitura da pressão arterial, também conhecido como pressão diastólica, é às vezes considerado menos importante no cenário clínico, mas, de acordo com um estudo publicado pelo New England Journal of Medicine, ambos os números são importantes na determinação do risco de doença cardíaca.

De acordo com os pesquisadores responsáveis pela descoberta, embora a pressão sistólica seja um pouco mais importante em termos de risco de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral, a diastólica funciona como preditor desses riscos.

Como o estudo foi feito

  • O estudo analisou mais de 36 milhões dedados de pressão arterial de 1,3 milhões de adultos. A maior parte do grupo eram brancos -- apenas 7,5% eram negros.
  • Os cientistas realizaram análises multivariadas durante oito anos para determinar o efeito dos números de hipertensão sistólica e diastólica para riscos de infarto do miocárdio, acidente vascular cerebral isquêmico ou acidente vascular cerebral hemorrágico. A análise considerou as características demográficas e condições coexistentes.

Medidas para ter vida saudável

Se você tem pressão alta, especialistas recomendam:
- Pratique atividade física, de preferência exercícios aeróbicos (como caminhadas, natação e bicicleta), ao menos cinco vezes por semana
- Perda de peso se estiver acima do normal

- Tenha uma alimentação saudável, com menos produtos industrializados e mais frutas, verduras e legumes

- Use alho, cebola, ervas e limão para temperar a comida, evitando o sal de mesa

- Modere ou evite o consumo de álcool

- Não fume

- Durma bem; quem dorme mal tende a ter a pressão mais alta


- Nunca interrompa o tratamento sem conversar com o médico

- Meça a pressão em casa, seguindo as orientações do profissional de saúde (por exemplo: esteja em repouso, sentado, com o braço apoiado, de bexiga vazia, sem ansiedade etc.) e usando um aparelho regulado. Se não tiver histórico de pressão alta, faça isso pelo menos uma vez por ano. Se houver casos na família, a medição deve ser feita duas vezes por ano, segundo o Ministério da Saúde.

- Saiba que mesmo tomando remédio diariamente a pressão pode sair do controle, por isso o acompanhamento médico é imprescindível

- Procure formas de aliviar o estresse e a raiva, como técnicas de relaxamento, hobbies, meditação, massagens, psicoterapia

- Cultive a família, os amigos e o lazer