Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Australiano morre por overdose de cafeína e pai faz alerta na internet

iStock
Imagem: iStock

Do Uol VivaBem, em São Paulo

14/07/2019 14h00

Um australiano de 21 anos morreu depois de ingerir cafeína em excesso. Na semana passada, seu pai, Nigel Foote, usou as redes sociais para alertar sobre o consumo da substância. "Embora não queira continuar levantando o assunto da morte de Lachlan no Facebook, estou postando isso porque há uma possibilidade de salvar a vida de alguém", escreveu.

Lachlan Foote não acordou na manhã do dia seguinte após consumir um shake de proteína que fez com os amigos, na tentativa de evitar uma ressaca. Ele havia voltado para casa depois de celebrar a véspera de ano novo com seus amigos e inocentemente adicionou doses exageradas de pó de cafeína puro à bebida. Em princípio, a família achou que a morte poderia ter sido causada pelo alto consumo de bebida alcoólica.

Nigel revelou que ele e sua esposa receberam novamente os resultados da autópsia do filho e foi constatado que ele morreu por causa de toxicidade de cafeína. "Uma colher de chá é leta, o equivalente a 25-50 cafés. Descobrimos que foi o consumo excessivo e não de um lote de proteína em pó como pensamos inicialmente", disse.

A família acredita que o filho recebeu o pó de cafeína de um colega ou amigo, pois as buscas da família e da polícia não revelaram a compra do pó por Lachlan.

É muito provável que Lachlan nunca tenha lido a etiqueta de advertência no pacote e não tenha percebido sua potência. E o fato de ele manter a cafeína em pó em nossa despensa (onde um de nós poderia tê-la confundido com farinha ou açúcar) prova o ponto - ele nunca teria mantido lá se ele soubesse que era uma ameaça para a família. Ele era um jovem brilhante e imaginativo ", finalizou.

Existe uma quantidade ideal?*

A cafeína é um estimulante do Sistema Nervoso Central. Pessoas sensíveis podem ter estímulos elevados mesmo com dosagens baixas de cafeína, resultando em excitação desse sistema e estimulação da glândula pituitária (hipófise) que estimulará a suprarrenal, acarretando em produção aumentada de cortisol, além de taquicardia e problemas estomacais se consumido em excesso. A dose segura é de até 400 mg ao dia, segundo os médicos, é equivalente a quatro xícaras de café.

*Dados utilizados de matéria publicada em 19/03/2018.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Errata: o texto foi atualizado
Diferente do informado, shakes de proteína não necessariamente contêm pó de cafeína. A bebida citada foi feita pelo próprio personagem, que acrescentou a cafeína à mistura.