PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Morte fetal é mais comum entre grávidas que dormem mais de 9 horas

Não se sabe ao certo porque, mas o sono ininterrupto por longos períodos está ligado ao problema - BBC
Não se sabe ao certo porque, mas o sono ininterrupto por longos períodos está ligado ao problema Imagem: BBC

Do UOL VivaBem

27/01/2019 04h00

Ao contrário do aborto espontâneo, que ocorre até a 20ª semana de gravidez, a morte fetal é aquela em que o feto morre dentro do útero da mãe na reta final da gestação. Um estudo quis entender como era o sono das mulheres que tinham passado por essa experiência e descobriu que dormir por mais de nove horas sem interrupções era comum entre elas. Os pesquisadores, no entanto, acreditam ser necessário mais investigação para que se entenda essa correlação. 

"Embora acordar várias vezes durante a noite possa incomodar algumas mulheres, no contexto da morte fetal, parece ser um fator protetor", explica Louise O'Brien, que desenvolveu a pesquisa na Universidade de Michigan, nos Estados Unidos.

O estudo, publicado na revista científica Birth, entrevistou 153 mulheres que tinham passado por morte fetal no último mês e 480 grávidas ou mães de recém-nascidos vivos. Os cientistas descobriram uma associação entre as mortes fetais e as longas noites de sono ininterruptas.

Segundo Louise, uma das possibilidades que explicam a descoberta da pesquisa é que a pressão arterial baixa tem sido relacionada a problemas de crescimento fetal, parto prematuro e morte fetal. E é justamente enquanto dormimos que ela atinge seu ponto mais baixo. Quando há estas interrupções do sono, provoca-se uma atividade do sistema nervoso que causa aumento rápido da pressão.

Apesar disso, a pesquisadora alerta: mulheres grávidas não devem se forçar a acordar durante a noite. O sono muito perturbado também foi associado a complicações da gravidez, incluindo restrição do crescimento e nascimento prematuro.

"Estudos com o objetivo de reduzir a mortalidade fetal devem considerar o sono materno, pois este é um fator de risco potencialmente modificável. A compreensão do papel do sono materno pode nos ajudar a identificar intervenções que nos colocariam em uma posição melhor para aconselhar as mulheres", finaliza.

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: até dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Saúde