PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Mosquitos não largam você? Cientistas testam eficiência dos repelentes

Pulseiras contendo repelentes à base de plantas e repelentes de mosquitos não espantaram os insetos - iStock
Pulseiras contendo repelentes à base de plantas e repelentes de mosquitos não espantaram os insetos Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

30/07/2018 12h12

Seja na praia, seja no campo, seja na montanha, basta a temperatura subir um pouco para os mosquitos aparecerem e atrapalharem sua viagem... Aí, o jeito é recorrer ao repelente para afastar os insetos. Mas sabia que nem sempre esses produtos garantem proteção total?

Pelo menos é o que sugere um estudo publicado no Journal of Insect Science, que analisou a eficácia de 11 produtos que "espantam" mosquitos. De acordo com os cientistas, nenhum dos repelentes foi 100% eficaz.

Veja também

Os pesquisadores decidiram testar os repelentes colocando uma “isca” humana em um túnel de vento ao lado de uma gaiola com mosquitos Aedes aegypti a favor do vento. Eles registraram se os insetos foram atraídos ou repelidos da isca "mergulhada" na variedade de produtos.

Os cientistas descobriram que as velas de citronela têm efeito nulo na repelência de mosquitos e, na verdade, atraíram um pouco mais de mosquitos do que a pessoa sem proteção, embora considerem que a diferença não foi estatisticamente significativa.

Todos os produtos em spray (que você aplica na pele) repeliram os mosquitos, mas ainda oferecem a alta probabilidade de que você seja picado, especialmente se houver um grande número de sugadores de sangue por perto.

De longe, os repelentes mais eficazes foram o spray de óleo de eucalipto, limão e DEET, que reduziram a atração do mosquito em 60%. 

Já acessórios "usáveis" --que você "prende" no corpo, mas não passa um produto na pele--, como pulseiras contendo repelentes à base de plantas e repelentes de mosquitos sônicos não funcionaram, segundo os cientistas.

"Não estamos cientes de qualquer estudo científico que mostre que os mosquitos podem ser repelidos pelas ondas sonoras e, portanto, consideramos esses dispositivos como o equivalente moderno do óleo de cobra", escreveu um dos autores no artigo.

Para surpresa da equipe, o único repelente "usável" que apresentou resultados positivos foi um clip nebulizador de metoflutrina --um pequeno ventilador que você prende no elástico do shorts, por exemplo, e espalha uma nuvem de repelente em volta do seu corpo.

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube

Saúde