Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Pilates em suspensão fortalece o abdômen e evita dores nas costas

No pilates em suspensão, você usa fitas de tecido para fazer os exercícios - Divulção/Voll Pilates Group
No pilates em suspensão, você usa fitas de tecido para fazer os exercícios Imagem: Divulção/Voll Pilates Group

Amanda Preto

Colaboração para o VivaBem

27/07/2018 04h00

Não é de hoje que o pilates atrai muitos praticantes por trazer benefícios como aumento da força muscular -- especialmente na região do abdômen -- e melhora da flexibilidade e da postura. E uma variação do método, em que você faz os exercícios "no ar", está conquistando cada vez mais adeptos. 

Chamada de pilates em suspensão ou pilates aéreo, a modalidade é baseada no pilates tradicional, mas realizada com fitas de suspensão e colúmpios --uma espécie de “cadeirinha” feita com tecidos.

Veja também:

A aula é composta por exercícios que se concentram na ativação do core --região formada pelos músculos do abdome, do quadril e da lombar, considerada o centro de força do corpo. "Também trabalha braços e pernas, além de desenvolver a flexibilidade e o equilíbrio. Lúdicos, os acessórios de suspensão geram instabilidade, o que obriga os músculos que atuam na estabilização do corpo a trabalhar bastante”, explica Isaias Leme, instrutor de pilates e professor da academia Bio Ritmo, em São Paulo (SP).

Pilates em suspensão versus tradicional

“A vantagem é que o pilates em suspensão oferece mais liberdade na adaptação de exercícios que teriam poucas formas de execução nos equipamentos convencionais. As fitas de suspensão e o colúmpio também facilitam a execução de movimentos mais complexos, permitindo que até idosos e gestantes os realizem, por exemplo”, afirma Keyner Luiz, fisioterapeuta, instrutor de pilates e sócio da Voll Pilates Group, em Campinas (SP).

Um exemplo clássico são as posturas de cabeça para baixo (inversão), as quais muita gente tem medo. O tecido envolve o corpo, protegendo de uma possível queda, e permite ao aluno ficar mais seguro na posição.

O pilates em suspensão fortalece os músculos do corpo todo, especialmente do abdômen, e aumenta a flexibilidade. - Divulgação/Voll Pilates Group
O pilates em suspensão fortalece os músculos do corpo todo, especialmente do abdômen, e aumenta a flexibilidade.
Imagem: Divulgação/Voll Pilates Group

Mais força e menos dores

Segundo Luiz, logo na primeira aula é possível sentir o bem-estar típico da atividade física. “O fato de ficar suspenso e o trabalho muscular feito de maneira diferente de outras modalidades tornam a aula dinâmica, desafiadora e divertida para todas as idades”, conta o fisioterapeuta.

Em longo prazo, os benefícios são fortalecimento muscular, principalmente do abdome, melhora do equilíbrio, da flexibilidade, da coordenação motora e da resistência física. A correção da postura também é perceptível, promovendo a redução de incômodos nas costas e de outros desconfortos

“A tração gerada pelo exercício em suspensão ajuda a descomprimir os discos da coluna vertebral e de articulações, sendo ótima para o alívio de dores e até para auxiliar na recuperação de lesões”, reitera Isaias Leme. 

Dá para emagrecer com a aula?

De acordo com Keyner Luiz, é possível eliminar os quilinhos extras, mas isso depende da dedicação do aluno --como qualquer outro treino -- e principalmente de uma alimentação equilibrada. “Recomendo assiduidade nas aulas para perceber os resultados. O ideal é fazer, no mínimo, dois treinos na semana”, sugere. O maior ganho, no entanto, é a melhora da autoestima. Ao notar os resultados, o aluno se sente mais confiante e motivado a superar seus limites.

Quem não pode fazer?

Pessoas portadoras de algum tipo de limitação física grave, labirintite, glaucoma e hipertensão devem evitar ou consultar um médico antes de praticar o pilates em suspensão. Gestantes não fazem parte do grupo de risco, mas precisam de autorização e acompanhamento médico para fazer atividade física.

Fontes: Keyner Luiz, formado em fisioterapia pela Unisanta e pós-graduado em fisiologia do exercício pelo CEFE (Centro de Educação Física e Esporte); Isaías Leme Vieira, educador físico e professor da academia Bio Ritmo especializado em pilates. 

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube

Mais Movimento