PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Acordar várias vezes à noite tem relação com transtorno bipolar e depressão

A pesquisa indica uma associação entre ritmos circadianos e transtornos de humor - iStock
A pesquisa indica uma associação entre ritmos circadianos e transtornos de humor Imagem: iStock

Do VivaBem

18/05/2018 11h24

Após analisar padrões de atividade e repouso diurnos e noturnos em mais de 90 mil pessoas, pesquisadores da Universidade de Glasgow, Reino Unido, descobriram uma forte ligação entre os ciclos de sono interrompidos e maior risco de distúrbios de humor, como transtorno bipolar e depressão. Publicado no periódico The Lancet Psychiatry, o estudo mostra que a interrupção do ciclo do sono é uma característica comum em quem tem esses problemas, mas ela também pode ser uma causadora.

Para a pesquisa, os cientistas analisaram dados de 91.105 participantes com idade entre 37 e 73 anos. Os voluntários usaram, entre 2013 e 2015, um dispositivo que registrava medidas de repouso e atividades diurnas e noturnas.

Veja também:

A partir dos dados do equipamento, a equipe produziu uma medida de atividade para cada pessoa chamada "amplitude relativa". Uma amplitude relativa menor é um indicador do ritmo circadiano interrompido. Por exemplo, alguém com atividade aumentada durante a noite por causa da interrupção do sono tem uma amplitude relativa menor em comparação com alguém que está ativo durante o dia e dorme profundamente à noite.

Como resolver 9 problemas com sono, de acordo com a ciência - iStock - iStock
Os cientistas descobriram uma forte ligação entre os ciclos de sono interrompidos e maior risco de distúrbios de humor, como transtorno bipolar e depressão
Imagem: iStock

Os cientistas então compararam os padrões de amplitude relativa com "transtorno de humor, bem-estar e variáveis cognitivas", que vieram de questionários de saúde mental que haviam sido preenchidos pelos participantes. Os resultados revelaram que os participantes com menores amplitudes relativas do ritmo circadiano foram os mais propensos a relatar transtorno bipolar ou depressão.

"Nossas descobertas indicam uma associação entre ritmos circadianos e transtornos de humor e bem-estar alterado", observa a principal autora do estudo, Laura M. Lyall, da Universidade de Glasgow. "Embora nossas descobertas não possam dizer se o sono interrompido realmente causa esses distúrbios, elas reforçam a ideia de que essa associação existe e fornecem evidências de que ritmos alterados de atividade de repouso também estão ligados a pior bem-estar e habilidade cognitiva."

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube

Saúde