Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Pela boca ou pelo nariz? Qual é o jeito certo de respirar ao correr?

iStock
Imagem: iStock

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

06/02/2018 04h00

Você começa a correr e, depois de 15, 20, 30 minutos de treino, fica sem fôlego. Parece que falta ar nos pulmões e manter o ritmo do exercício se torna impossível. Aí, logo pensa: "Não estou respirando direito".

Bom, primeiramente, é importante explicar que esse "sufoco" também ocorre devido à falta de condicionamento físico e tende a diminuir conforme você treina regularmente. No entanto, respirar corretamente ao correr é, sim, importante para que você mantenha a performance ao longo do exercício e não se canse antes do que deveria.

Veja também

A corrida é uma atividade aeróbica. Ou seja, usa oxigênio para gerar combustível para os músculos. Logo, respirar bem é importante para a produção de energia energia durante o exercício. 

Qual o melhor jeito de respirar?

A principal dúvida dos corredores costuma ser se eles devem inspirar e expirar pela boca ou pelo nariz. Na verdade, o indicado é puxar o ar pelas duas vias. Se você respirar somente por uma, seu rendimento pode cair em exercícios de intensidade alta. Isso porque, o organismo geralmente precisa de uma quantidade maior de oxigênio circulando no sangue do que o captado apenas somente pelas narinas ou pela boca. 

“Existem algumas técnicas de respiração que ajudam bastante. Uma delas é fazer duas inspirações e depois expirar duas vezes. Outra opção é inspirar duas vezes e fazer uma expiração mais longa", explica Rodrigo Lobo, formado em educação física pela Universidade de São Paulo e diretor técnico da Lobo Assessoria Esportiva. 

Uma dica é iniciar a corrida respirando normalmente (pelo nariz ou pela boca) e, na parte final, quando o exercício tende a ficar mais exigente, utilizar a técnica na qual se adaptar melhor. O mais importante é tentar encontrar um jeito de respirar confortável para você  --mesmo que ele seja diferente dessas técnicas.

Tente descobrir isso em treinos mais leves ou até mesmo em caminhadas do dia a dia, para depois aplicar em corridas intensas.

Evite a famosa dor de lado

iStock
Imagem: iStock
Todo mundo que faz exercícios já deve ter sentido ao menos uma vez na vida aquela dor na lateral da barriga, que impede de continuar o treino. Muitos associam o problema à respiração incorreta. Até pode ser, mas esse não é o único e nem o principal motivo do desconforto

O problema acomete o músculo do diafragma por conta de uma restrição no fluxo sanguíneo local. "Na maioria das vezes, isso acontece devido à ingestão de líquidos ou alimentos de difícil digestão perto da hora da corrida. Eles ficam 'parados' no estômago, o que cria uma resistência para o trabalho do diafragma, causando a dor", explica Luiz Noboru, educador físico formado pela USP e treinador da academia Bodytech, em São Paulo.

Outras razões para o problema são a postura incorreta ao correr; a falta de fortalecimento da musculatura da região lombar, que pode levar a uma alteração na pelve e modificar o trabalho do diafragma; ou simplesmente fadiga, provocada pelo esforço excessivo. 

Ao sentir o desconforto, diminua o ritmo do exercício, caminhe ou interrompa a atividade. Se o problema se tornar recorrente, busque ajuda de um educador físico para identificar a causa e qual a solução mais adequada.

SIGA O VIVABEM NAS REDES SOCIAIS

Facebook: https://www.facebook.com/VivaBemUOL/
Instagram: https://www.instagram.com/vivabemuol/
Inscreva-se no nosso canal no YouTube: http://goo.gl/TXjFAy