PUBLICIDADE

Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Essa blogueira fitness revelou uma nada glamourosa realidade

Do UOL

26/06/2017 08h54

A blogueira fitness Erin, do perfil @queencitysweat do Instagram, tem quase 50 mil seguidores e contou, em recente postagem na rede social, que para agradá-los com imagens de perfeição do seu corpo teve uma grave anemia.

Em seu desabafo, a mulher, que vive em Charlotte, na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, confessou que era viciada em exercícios, a ponto de mesmo sem forças, por não comer como deveria, obrigar-se a correr quilômetros e mais quilômetros.
 

 

Uma publicação compartilhada por Erin (@queencitysweat)

 

 

 

em

A seguir, a postagem de Erin.

“À esquerda, fevereiro de 2016, à direita, semana passada, junho de 2017. À esquerda, eu estava viciada em me exercitar e estava me afundando. Não comia nem perto do que deveria e acabei com um caso grave de anemia, que me causava falta de energia a ponto de quase não conseguir sair da cama. No entanto, ainda me obrigava a me exercitar, embora me sentisse como um zumbi. A razão para isso? Instagram. Torna-se tão fácil começar a se comparar com os outros aqui, o que me levou a desenvolver uma mentalidade de ‘quão magra posso ser?’ em vez de ‘quão saudável posso ser?’. O que penso ser o mais importante hoje é o quanto estou mais feliz na foto à direita. Finalmente entendi o termo equilíbrio --minha velha ideia de equilíbrio era cortar calorias durante a semana, comer o que quisesse nos finais de semana e, em seguida, forçar-me a correr milhas e milhas para para compensar. Qual é o equilíbrio para mim agora? Agora ouço as pistas que meu corpo me dá, como intuitivamente (sem mais contagem de macronutrientes e calorias), nutro meu corpo com alimentos integrais, descanso quando preciso e, mais importante: priorizo meu tempo com as pessoas que amo. Meu único conselho para você é não cair na armadilha do Instagram. Nem tudo aqui é imagem perfeita. Pare de se  comparar com os outros e comece a amar o corpo que lhe foi dado. Afinal, ele é capaz de coisas incríveis!”

 

Movimento