PUBLICIDADE

Topo

Verônica Laino

Veja 8 alimentos para incluir na dieta que deixam a pele radiante

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Verônica Laino

Verônica Laino é formada em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e a? produc?a?o de conteu?do online, mi?dias sociais e eventos, como forma de alcanc?ar cada vez mais pessoas e ajuda?-las a levar uma vida pra?tica, sauda?vel, balanceada e gostosa.

Colunista do UOL

21/06/2022 04h00

Você já reparou que a aparência e a textura da sua pele mudam de acordo com os seus hábitos alimentares? Pois é, existem diversos nutrientes que têm o poder de combater a inflamação e ajudam a deixar a pele radiante.

Muitos compostos ajudam a limpar a pele, reduzindo a retenção de líquidos, melhorando a circulação e a desinflamando. Com isso, você consegue ver uma pele com menos celulite e espinhas, com a textura mais macia e até menos poros.

É bom lembrar que, para que tudo isso dê certo, é preciso beber água, pois é ela que favorece as trocas celulares, o transporte de nutrientes e a eliminação de toxinas na urina. O ideal é ingerir em torno de 30 ml de água por quilo de peso, ou seja, uma pessoa de 70 kg deve ingerir em torno de 2.100 ml por dia.

Agora confira alguns alimentos que valem a pena aparecer toda semana no seu cardápio:

alimentação, calor, verão, melancia  - iStock - iStock
Imagem: iStock

Melancia: tem ação diurética e favorece o sistema linfático. Além disso, contém potássio, que vai ajudar a desinchar. O ideal é consumir a fruta até as 16h, assim não atrapalha sua noite de sono, já que você tende a ir mais o banheiro ao consumi-la. Uma boa pedida é comer no lanche da manhã e no lanche da tarde. Ao comprar no mercado, já deixe cortada em cubos por até 4 dias em um pote fechado dentro da geladeira, dessa forma ela está sempre pronta para ser consumida.

Castanha-do-pará - iStock - iStock
Imagem: iStock

Castanha-do-pará: é fonte de selênio e vitamina E, que ajudam a combater o envelhecimento precoce das células. Por ser uma oleaginosa, é fonte de gorduras boas, então é perfeito combiná-la com a melancia na hora do lanche. Duas unidades por dia são suficientes para ter a quantidade de selênio necessária. Muitas pessoas têm dificuldade de consumir apenas duas por dia, então a sugestão é colocar naqueles porta-comprimidos com separação de dia da semana, dessa forma você encara a castanha como um suplemento e não exagera na porção.

Abacaxi na airfryer 2 - Léo Avesani - Léo Avesani
Imagem: Léo Avesani

Abacaxi: contém bromelina, uma enzima que além de facilitar a digestão, tem ação diurética e anti-inflamatória. É excelente para ser consumida de sobremesa após o jantar, assim facilita a digestão das proteínas da refeição e ajuda até na qualidade do sono, pois você evita ir dormir com aquela comida parada no estômago. Uma dica para deixar o abacaxi com um sabor especial é adicionar raspas de limão e canela em pó. Fica com cara de sobremesa.

Leguminosas - iStock - iStock
Imagem: iStock

Leguminosas: neste grupo temos todos os tipos de feijões, lentilha, grão-de-bico, ervilha e soja. São ricas em proteína, que ajuda na sustentação da pele, e são fontes de ferro, que ajuda no transporte de oxigênio pelo sangue. Uma pele bem oxigenada tem um brilho natural e ajuda inclusive a reduzir os poros. No frio, uma sugestão é incluir esses grãos dentro das sopas. Apenas lembre-se de deixá-los de molho por 12 a 24 horas em água com uma colher (sopa) de vinagre ou limão, assim você consegue inclusive absorver melhor os nutrientes da leguminosa e facilita a digestão da proteína.

maçã; frutas; alimentação saudável - iStock - iStock
Imagem: iStock

Maçã: é rica em pectina, uma fibra que ajuda no bom funcionamento do intestino, eliminando as impurezas. O ideal é sempre consumir a maçã com casca e com alguma fonte de gordura boa, como a pasta de amendoim, por exemplo. Isso evita aquela sensação de estômago vazio que algumas pessoas sentem após comer a fruta.

sardinha; peixe - iStock - iStock
Imagem: iStock

Ômega 3: boas fontes são peixes como sardinha, salmão e bacalhau ou sementes como chia e linhaça. O ômega 3 melhora a circulação sanguínea e ajuda a combater reações inflamatórias. Então pessoas com muita acne ou celulite se beneficiam muito com o consumo diário desses alimentos.

Como nem sempre dá para comer peixe todo dia, a saída é utilizar as sementes, que podem ser adicionadas em cima da salada ou da fruta. A linhaça é interessante consumir triturada. Uma sugestão é fazer um sal especial, basta bater no processador uma colher (sopa) de linhaça com uma colher (sopa) de gergelim e uma colher (sopa) de sal. Coloque essa mistura em um pote fechado dentro da geladeira e consuma em até uma semana no lugar do sal, para temperar a salada.

Kefir - Getty Images/iStockphoto - Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Probióticos: presentes em kombuchá e kefir, os probióticos favorecem um bom funcionamento do intestino, o que é essencial para a eliminação das impurezas. Quando ficamos com o intestino preso, é muito comum aparecer espinhas e cravos e aumentar a oleosidade da pele, então foque no funcionamento diário do intestino com um aporte de probióticos. O bom é que o volume não precisa ser grande: 150 ml de kombuchá ou kefir por dia é suficiente para para auxiliar o intestino.

aveia, bowl com aveia, grãos, fibras, alimentação saudável - iStock - iStock
Imagem: iStock

Aveia: é rica em fibras e possui silício, que participa da formação do colágeno. Uma forma simples de adicionar aveia é na forma de overnight oat. Para fazer é muito simples: antes de dormir, misture em um pote aveia com leite ou bebida vegetal e frutas picadas; deixe na geladeira e na manhã seguinte a aveia vai ter absorvido todo o líquido. Você pode consumir como está ou acompanhar essa misturinha com iogurte natural e um fio de mel ou melado de cana.