Topo

Viagem


Startup chilena oferece passeios turísticos adaptados a pessoas com deficiência

Wheel the World  - Reprodução/Instagram
Wheel the World Imagem: Reprodução/Instagram

19/09/2019 13h34

Uma startup chilena foi criada para abrir alguns dos pontos turísticos mais emblemáticos do mundo a visitantes com deficiência.

A ideia da Wheel the World nasceu de uma expedição de um grupo de amigos da Universidade da Califórnia em Berkeley ao Parque Nacional Torres del Paine, na Patagônia, três anos atrás.

O grupo usou um financiamento coletivo para adquirir uma cadeira de rodas especial para o amigo Álvaro Silberstein, que fico tetraplégico após um acidente de carro sofrido aos 18 anos.

Seus integrantes documentaram a viagem para os contribuintes do fundo que a pagou e, estimulados pelo interesse que ela despertou, começaram a pesquisas outras férias dos sonhos que poderiam ser adaptadas para pessoas com deficiência.

Desde o surgimento da Wheel the World, em 2018, sua equipe de sete pessoas já arranjou viagens para mais de 900 pessoas para destinos como San Pedro de Atacama, o deserto mais seco do Chile, mergulhos no litoral da Ilha da Páscoa, no Oceano Pacífico, tirolesas na Costa Rica e um passeio pela Trilha Inca que leva a Machu Picchu, no Peru.

Hoje, o grupo tem 16 rotas no Chile e em quatro outros países em sua plataforma online, e pretende chegar a 150 até 2020.

Silberstein, o executivo-chefe da empresa, disse que a excursão patagônica o fez perceber que nada é impossível.

"Percebemos que, com o equipamento certo e as informações certas, podemos ajudar as pessoas com deficiências a ter este tipo de experiências, a abrir suas mentes para ver que somos capazes de tudo", disse.

Mais Viagem