Topo

Viagem


Viajar barato: veja dicas para economizar na compra da passagem aérea

É possível pagar menos na hora de adquirir o tão sonhado bilhete aéreo - Manop1984/Getty Images/iStockphoto
É possível pagar menos na hora de adquirir o tão sonhado bilhete aéreo Imagem: Manop1984/Getty Images/iStockphoto

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

21/01/2019 04h00

Passagens aéreas são um dos itens mais caros de qualquer viagem que exija locomoção em avião.

Há, porém, macetes que ajudam o turista a economizar na hora de adquirir o bilhete.

Com planejamento e foco em promoções que surgem a toda hora na internet, é possível encontrar tíquetes aéreos com preços em conta, o que auxiliará (e muito) o viajante a não entrar em falência na hora de realizar sua tão sonhada viagem de férias.

Abaixo, veja dicas que podem facilitar sua vida para achar passagens mais baratas.

Antecedência ideal para comprar os bilhetes

O turista que adquire a passagem com antecedência costuma ter gastos menores - doomu/Getty Images/iStockphoto
O turista que adquire a passagem com antecedência costuma ter gastos menores
Imagem: doomu/Getty Images/iStockphoto

Líder de operações do Kayak, um dos principais sites de buscas de bilhetes aéreos do Brasil, Eduardo Fleury afirma que "a antecedência ideal para a compra de passagens aéreas, de acordo com o nosso histórico, é de um mês para viagens nacionais e de três a quatro meses para viagens internacionais, o que pode garantir passagens até 20% mais baratas em relação aos seus valores cheios".

Fleury, entretanto, avisa que esta antecedência "não é válida para datas de viagem excepcionais, como a época do Réveillon, quando a demanda é muito alta e os preços se comportam de forma atípica. Para viagens em datas como estas, o ideal é adquirir os bilhetes com ainda mais antecipação".

Não é recomendado deixar para comprar os bilhetes em cima da hora. Segundo Alexandre Moshe, diretor-geral da Decolar (uma das principais agências de viagens online do Brasil), "o viajante que compra com antecedência tem custos menores".

Há dias mais baratos e mais caros para viajar?

No Skyscanner, voos nas segundas e terças-feiras tendem a ser mais em conta - Boonyachoat/Getty Images/iStockphoto
No Skyscanner, voos nas segundas e terças-feiras tendem a ser mais em conta
Imagem: Boonyachoat/Getty Images/iStockphoto

"Historicamente, percebemos que, em alguns dias da semana, as passagens tendem a ser mais baratas, sim", conta Eliana Cameira, gerente do Skyscanner, outro dos principais sites de buscas de bilhetes aéreos do Brasil.

"Muitos fatores podem influenciar o preço, como a alta ou a baixa procura por determinado destino", diz ela. "Uma de nossas pesquisas mostrou que os dias mais baratos para efetivar as reservas para viagens nacionais são sábado e domingo e, para viagens internacionais, as sextas e quintas-feiras. Já os dias mais em conta para voar, tanto para destinos nacionais quanto para destinos internacionais, foram segunda e terça-feira".

Segundo Eduardo Fleury, do site Kayak, "a manhã de sexta-feira e o fim de tarde/começo da noite do domingo tendem a ter voos mais caros, pois se trata, respectivamente, de horários de grande demanda por voos de ida e volta".

Driblando passagens caras dentro do Brasil

Carnaval e férias escolares são épocas em que os voos encarecem no Brasil - Christopher-Oliver/Getty Images/iStockphoto
Carnaval e férias escolares são épocas em que os voos encarecem no Brasil
Imagem: Christopher-Oliver/Getty Images/iStockphoto

"No Brasil, uma das dicas é viajar na baixa temporada", recomenda Eliana Cameira, gerente do Skyscanner. "A época de Carnaval, por exemplo, é muito concorrida no Nordeste brasileiro, logo os preços de passagens para lá tendem a ficar mais caros. Porém, em agosto, as passagens costumam estar mais baratas".

"Também podemos perceber que, em julho, por conta do período de inverno, as passagens para destinos na região Sul do país possuem preços mais altos. Neste caso, meses como novembro ou maio podem ter preços mais em conta", finaliza Cameira.

De acordo com Alexandre Moshe, diretor-geral da Decolar, os períodos de férias escolares são uma época em que voos para destinos brasileiros costumam ficar mais caros.

Driblando passagens caras para EUA e Europa

No meio do ano, voos para destinos praianos do Hemisfério Norte costumam ficar mais caros - Tomwang112/Getty Images/iStockphoto
No meio do ano, voos para destinos praianos do Hemisfério Norte costumam ficar mais caros
Imagem: Tomwang112/Getty Images/iStockphoto

Estados Unidos e Europa são dois dos destinos internacionais mais visitados por brasileiros no mundo. E há certas épocas do ano em que fica mais caro viajar para ambos os lugares.

"Destinos norte-americanos e europeus que oferecem mais atrações de verão [como praias] terão preços de passagens mais salgados entre abril e agosto, período de altas temperaturas no Hemisfério Norte", diz Eduardo Fleury, do site Kayak. "Já destinos de inverno, como locais que abrigam estações de esqui, ficam mais caros no final do ano. E vale lembrar que datas comemorativas universais, como o Réveillon, encarecem os preços de passagens para praticamente quaisquer destinos, tanto na Europa como nos Estados Unidos".

Ferramentas para economizar na passagem

Sites oferecem ferramentas que ajudam o turista a economizar na compra do bilhete - Getty Images
Sites oferecem ferramentas que ajudam o turista a economizar na compra do bilhete
Imagem: Getty Images

Os principais sites de busca e venda de passagens aéreas na internet oferecem diversas ferramentas que ajudam o turista a economizar na hora de adquirir o bilhete de avião.

O Kayak, por exemplo, tem a função Explore, que mapeia voos de ida e volta para todos os principais destinos do mundo a partir do orçamento do viajante.

E, no próprio Kayak, ao pesquisar uma passagem, o turista pode acessar, no canto superior esquerdo da tela, um gráfico que indica como o preço do bilhete desejado deve variar na semana seguinte, com base no histórico de preços da plataforma.

Sites como Kayak e Skyscanner oferecem a ferramenta Alerta de Preços, que avisa o internauta quando a passagem aérea desejada sofre variações em seu preço.

A Decolar, por sua vez, também tem meios que auxiliam o turista a economizar. "Ao entrar na nossa página inicial de busca de passagens aéreas e escolher a cidade de origem e o destino que deseja visitar, o cliente pode clicar na opção 'Ainda não defini as datas'", indica Alexandre Moshe, diretor-geral da Decolar. "Então, o site mostrará os voos mais baratos para onde o viajante pretende ir. Dessa forma, é possível se planejar e escolher o melhor voo com um valor mais atrativo".

No Skyscanner, de acordo com Eliana Cameira, "internautas com tempo flexível para viajar podem buscar passagens pelo mês mais barato e definir as datas de sua viagem de acordo com a média de preços e promoções disponíveis no momento".

Cameira também conta que, turistas que já têm definidas as datas de sua viagem, mas ainda não sabem para onde ir, podem realizar uma busca de passagens, no Skyscanner, para "qualquer lugar". Ao fazer isso, o site irá sugerir uma série de destinos que estão com bilhetes aéreos em conta para o período desejado.

E, em 2019, o Skyscanner lançou o Outlet do Skyscanner, onde é possível encontrar diversas promoções de bilhetes aéreos, com preços que, segundo o site, "estão até 40% abaixo da média".

Voos com escalas e programas de fidelidade

Voos com escalas podem ter passagens mais baratas - Bogdan Khmelnytskyi/Getty Images/iStockphoto
Voos com escalas podem ter passagens mais baratas
Imagem: Bogdan Khmelnytskyi/Getty Images/iStockphoto

"Para os viajantes que não estão com o tempo apertado, optar por voos com escalas pode, em alguns casos, garantir passagens mais baratas e até proporcionar a oportunidade de se conhecer um novo destino", sugere Eduardo Fleury, do site Kayak.

E entrar em um dos programas de fidelidade oferecidos pelas companhias aéreas é outra estratégia muito útil para economizar na hora de voar.

Neles, é possível acumular milhas a partir da compra de diversos tipos de produtos e serviços (que, hoje, vão de combustível para o carro a reservas em hotéis) e, depois, trocá-las por passagens aéreas, upgrades no voo e outros benefícios.

Mais Viagem