PUBLICIDADE

Topo

Meu Cabelo Tem História

Volume e personalidade: Maria Lima virou referência de estilo para mulheres cacheadas

Mais Meu Cabelo Tem História
1 | 25
Siga a Universa no

de Universa

07/01/2021 04h00

Maria Lima, 23 anos, cresceu sem referência de mulheres com cabelos cacheados ou crespos. "Meu cabelo vivia preso, sentia que ele era diferente do de todo mundo que estava ao meu redor", diz. Por causa disso, começou a alisar o cabelo desde muito nova e se sentia refém dessa imagem. "Eu não queria que as pessoas descobrissem que o meu cabelo não era liso natural, então evitava atividades com água, mar, piscina."

Quando resolveu passar pelo processo de transição, ouviu muitas críticas. "As pessoas falavam que eu não ia dar conta, mas isso só me deu mais força."

Maria encontrou apoio e referência em um blog escrito por uma cabeleireira especializada em cabelos cacheados. Inspirada, deixou seu cabelo crescer e, depois de seis meses, cortou os fios bem curtos. "Me senti muito livre. Era como se eu tivesse passando pela transição por todas as mulheres da minha família. Minha autoestima mudou muito a partir do momento em que eu me senti pertencente."

Seu estilo virou referência para outras mulheres, e esse é seu maior orgulho. No vídeo acima, ela ensina a fazer um penteado que chama de "mullet com grampos". "Faço quando o cabelo não está legal, ou quando já está na hora de lavar e quero segurar mais um pouco." É prático, rápido e estiloso.

Mullets com grampos: passo a passo

Tudo o que você vai precisar é de grampos e um pente ou garfo de cabelo.

  • Garfe a parte lateral da frente do cabelo para a cima. Segure a mecha penteada com a mão e prenda bem firme com o grampo.
  • Repita o processo até chegar à nuca, e depois do outro lado da cabeça.
  • Deixe um grampo bem perto do outro, para dar mais sustentação ao penteado.
  • Os fios que ficarem desarrumados, fora do lugar, podem ser ajeitados com outro grampo. Ajeite as pontinhas, estilizando o penteado.

Meu Cabelo Tem História