Topo

Libanesas cortam cabelo em frente a Banco Central de Beirute em protesto contra desigualdade

Mulheres protestam no Líbano contra desigualdade - Patrick BAZ / AFP
Mulheres protestam no Líbano contra desigualdade Imagem: Patrick BAZ / AFP

27/11/2019 16h54

Mais de 40 dias após o início da insurreição popular sem precedentes que sacode o Líbano, os manifestantes se apoiam na inventividade para impedir que a mobilização popular fique sem força. Centenas de libaneses vão agora 'cortar o cabelo' em frente ao Banco Central da capital Beirute, num trocadilho político com a palavra 'haircut', cujo duplo sentido exige impostos sobre a renda dos mais ricos.

Mais de 40 dias após o início da insurreição popular sem precedentes que sacode o Líbano, os manifestantes se apoiam na inventividade para impedir que a mobilização popular fique sem força. Centenas de libaneses vão agora 'cortar o cabelo' em frente ao Banco Central da capital Beirute, num trocadilho político com a palavra 'haircut', cujo duplo sentido exige impostos sobre a renda dos mais ricos.