PUBLICIDADE

Topo

Stalkeadas

Um olhar diferente sobre o que bomba nas redes sociais


Stalkeadas

Oráculo de "Amor de Mãe" e da vida real: os melhores conselhos de Lurdes

Regina Casé, Lurdes, e Nanda Costa, Érica, em cena de "Amor de Mãe" - Reprodução / Instagram
Regina Casé, Lurdes, e Nanda Costa, Érica, em cena de "Amor de Mãe" Imagem: Reprodução / Instagram

De Universa

06/04/2021 04h00

Mulher sábia e vivida, dona Lurdes (Regina Casé) é sempre certeira em seus conselhos em "Amor de Mãe" (Globo). As palavras de sabedoria da babá que vive em busca do filho que foi roubado costumam emocionar o espectador e os conselhos certeiros se espalham pelas redes sociais.

Disposta a falar a verdade para os filhos, os amigos e a refletir em voz alta sobre os altos e baixos da vida, Lurdes é um verdadeiro oráculo, de que vamos sentir muita falta quando a novela acabar nesta sexta (9). Universa reuniu aqui algumas frases de dona Lurdes que servem para a vida de todo mundo.

"Amor não é lugar para ser inteligente, não tem lógica"

Em uma cena desta segunda temporada de "Amor Mãe" que está no ar, ao ver que a filha Érica (Nanda Costa) chega com ares de apaixonada em casa, Lurdes primeiro diz que na pandemia não pode se encontrar com ninguém. E depois jogou a real sobre criar expectativas nos relacionamentos. "Amor não é lugar para ser inteligente, não tem lógica... E todo mundo tem trauma. As coisas só acontecem para quem acredita. A vida vai testando nossa capacidade de tentar".

E se você já esbravejou por aí "Eu não quero mais me apaixonar, porque só dá problema", o recado de Lurdes está dado:

"É melhor acreditar e se iludir, do que ficar desacreditado o tempo todo e não viver. Esse povo que fala 'Eu não quero mais amar porque vou sofrer' é gente amarga, gente azeda".

"A gente tem que empurrar o mundo para ele mudar"

Na primeira temporada da novela, antes da pandemia começar, a professora Camila (Jessica Ellen) foi a protagonista de uma das cenas mais fortes do folhetim, falando sobre estar cansada de ser forte o tempo inteiro por ser mulher, negra e pobre. Lurdes a acolhe e dá força na mesma proporção para que ela continue a se empenhar para fazer o mundo mudar.

"Tu vai ter que ser forte. Tu não pode fraquejar. Meu amor, ainda não. Nesse mundo que a gente vive, não dá. Eu não aguento isso de ver que tudo você tem que ser a melhor, passar em primeiro lugar. Por que que tem que ser assim? Mas é assim.

A gente tem que ficar aproveitando cada chance da vida. Sabe por que a gente tem que estar assim o tempo todo? Porque a gente não é gente, não, é sobrevivente. Ainda mais para nós, para mulher, é muito mais difícil. Ainda mais tu, da tua cor", disse à filha.

"Como eu queria que ninguém te julgasse pela cor da tua pele. Mas a gente tem que continuar empurrando o mundo, mesmo sendo muito pesado, para ele mudar."

"Você que vai dizer para a vida como como quer que ela seja"

"Faço o que a senhora quiser, mas não vejo problema nenhum do filho ver a mãe triste. Acho até bom, pra entender que a vida é assim: uma hora tá bom, outra hora tá ruim. Família é para isso mesmo, pra quando tá bom, pra quando tá ruim. Se fosse esperar estar tudo bem, sem problema nenhum, para meus filhos me verem, eles não iam me ver nunca. Família é onde a gente pode errar."

"Não é só interesse que move o mundo"

E o que dizer do carinho dela com a ex-patroa Lídia (Malu Galli)? Ao abrigar a agora nora em sua casa, após a socialite ingerir muito álcool, Lurdes lhe dá um sábio conselho:

"Eu vi meu pai morrer por causa de cachaça, vi meu marido vender um filho nosso por causa de cachaça. Isso não é vida, não. Tem que sair dessa e a senhora vai conseguir".

Como resposta, Lídia diz não entender como a ex-funcionária é tão perfeita a ponto de não entrar com processo trabalhista. E Lurdes responde com mais amor: "Não é só interesse que move o mundo. Existe solidariedade também".

"Sua experiência vale mais que uma faculdade"

Numa cena com Sandro (Humberto Carrão), por exemplo, que foi ao ar na primeira temporada da trama, o ex-detento que descobre ser filho de milionário pede conselho sobre o que fazer no futuro. Ele diz que ainda não terminou ensino médio e, por ter um passado envolvido com a criminalidade, não saberia se valia a pena fazer uma faculdade. Eis que Lurdes tira da cartola as palavras:

"Problema de rico é muito diferente de problemas de gente que não está acostumado. Mas isso que tu tem de viver num mundo de rico e num mundo de pobre, pouca gente tem. Quem sabe não é dali que vai aparecer um caminho, não dá uma luz do que tu vai fazer da tua vida? Tu vai achar teu rumo".

Stalkeadas