PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Marília Mendonça reata relação com o ex; como saber quando vale voltar?

Murilo Huff e Marilia Mendonça posam juntos em 2017 - Reprodução/Instagram
Murilo Huff e Marilia Mendonça posam juntos em 2017 Imagem: Reprodução/Instagram

Júlia Flores

De Universa

28/11/2020 11h40

"Vou ser sincera com você... acho que pra mim já deu!" é o que canta Marília Mendonça em "Graveto", um dos hits da artista que domina as paradas musicais Brasil a fora. A canção, que já embalou muitos corações machucados, fala sobre término e em um trecho traz a seguinte reflexão: "Não adianta pôr graveto na fogueira que não pega mais", se referindo ao fim do sentimento que existia entre o casal.

Após cerca de 5 meses separada de Murilo Huff, com quem a sertaneja tem o filho Léo, de 11 meses, Marília reatou o namoro com o ex. A informação foi divulgada pelo jornal O Dia e confirmada pela assessoria de imprensa da cantora a Universa. A volta do casal, porém, deixa uma questão: quando é hora de deixar a fogueira apagar e quando devemos colocar mais graveto para tentar reacender as chamas de um relacionamento?

Amor é amor. Carência é carência

"Voltar apenas por saudade, por desespero, não dá certo, assim como é um equívoco querer apagar tudo o que houve e recomeçar do zero", explica a psicóloga Raquel Fernandes em matéria para Universa, destacando o fato de que reatar um relacionamento apenas por "carência" não é saudável.

Segundo a psicóloga e terapeuta de casais Iara Camaratta Anton, autora de "A Escolha do Cônjuge" (Ed. Artmed), existem três razões que podem fazer com que o "reatar" fracasse. O primeiro são mágoas mal resolvidas, o segundo é tomar a decisão por pressão de familiares ou amigos que consideram o casal "indestrutível.

O terceiro fator é reatar o romance porque não achou ninguém melhor e se sente incapaz de viver só. "Para mim, esse é o mais grave. Se uma pessoa não consegue ser feliz sozinha, com os próprios recursos, dificilmente conseguirá isso ao lado de alguém", diz Iara.


Com 25 anos, Marília é uma mulher empoderada e recentemente usou o Instagram para falar sobre relacionamentos abusivos: "É uma coisa completamente normal. Acontece muitas vezes. Eu já passei por isso. Aqui em casa minha mãe também já passou", disse. Ela, porém, não citou Murilo e nem relacionou o que viveu com o então ex a uma relação tóxica.

Marília e Murilo: vale a pena colocar mais graveto nessa fogueira?

O motivo que levou Marília e Murilo a se separarem não foi divulgado. Na época, porém, os dois negaram que o término tinha a ver com traição. "Eu e Marília estamos bem um com o outro. Nosso término, como ela disse, não teve nada a ver com traição ou mensagens de celular. Nós sempre nos respeitamos muito", publicou o cantor nas redes sociais.

"Meu término com Murilo não teve nada a ver com ciúme, não teve nada a ver com traição, ele é um cara de respeito, massa, que sempre vou admirar", disse a cantora no Instagram na época do término. "Pode ter certeza que quando tudo isso passar... a gente tem um filho, o Murilo vem ver o filho dele quando ele quer, porque ele é um ótimo pai. Vocês precisam respeitar esse momento das pessoas".

É, parece que as coisas esfriaram e o que levou o casal ao término já foi superado. Avaliar se vale a pena retomar a relação envolve pesar prós e contras que cada um guarda sobre a relação. Mas é importante que haja uma reflexão sobre os motivos do fim do namoro, que se coloque na balança o que aconteceu - se aquilo é "superável" ou não - e que ambos se comprometam a fazer a história dar certo. De mulher pra mulher, Marília, a gente só deseja a sua felicidade.

Essa reportagem contou com informações publicadas na matéria Como identificar se vale a pena ou não retomar uma relação?

Relacionamentos