PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Mulher é demitida após chefes reclamarem de barulho dos filhos em reuniões

Dris Wallace relata ter sido demitida por reclamações de chefes pelo barulho de seus filhos durante reuniões - Reprodução/Instagram
Dris Wallace relata ter sido demitida por reclamações de chefes pelo barulho de seus filhos durante reuniões Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa, em São Paulo

06/07/2020 16h39

Com a pandemia do novo coronavírus, diversas empresas aderiram ao modelo de trabalho home office para garantir a segurança de seus funcionários. No entanto, uma situação chamou atenção e causou revolta nas redes sociais. A executiva Dris Wallace, moradora de San Diego, na Califórnia, relatou que foi demitida por não conseguir manter os filhos em silêncio durante reuniões online com seu chefe.

Em um post no Instagram, Dris contou que os chefes frequentemente reclamavam do barulho de seus dois filhos, que brincavam enquanto ela trabalhava. A executiva recorreu ao setor de Recursos Humanos da empresa, mas foi demitida pouco tempo depois.

"Nos últimos 3 meses, trabalhei 24 horas em casa, assistindo minhas duas crianças. Eu cumpri todos os prazos que eles me pediram, mesmo os irreais. A situação que eu sofri nos últimos três meses está além de estressante. Como uma empresa que diz entender e trabalhar de acordo com o cronograma dos pais faz completamente o oposto em suas ações? Estou devastada. Demorei em dar um lanche ao meu filho quando ele queria, porque meu chefe precisava que eu fizesse algo imediatamente. E o que eu recebi em troca? Fui demitida!", escreveu em sua publicação.

A mulher ainda contou que a empresa chegou a oferecer dinheiro para que ela não expusesse o caso, mas ela recusou.

"Nenhuma mãe trabalhadora deve ser discriminada, especialmente durante esse período por não conseguir manter meus filhos quietos em uma ligação comercial. Estamos em tempos difíceis agora. Esta situação teria sido temporária. Nenhum de meus clientes tiveram problemas com meus filhos", disse.

Na foto da publicação, a filha de Dris segura uma placa com a frase: "Minha mamãe foi demitida porque o chefe dela não queria me ouvir ao fundo".

Após a repercussão nas redes sociais, ela agradeceu o apoio que recebeu: "Eu sempre disse que queria mudar o mundo para meus bebês e talvez seja aí que começo".

| 28 days ago I finally had enough of the that my boss was giving me for him not being okay with hearing my kids in the background on calls.| . He wanted me to figure out a way to keep the kids quiet . I went to Human Resources with proof of what was going for the last 3 months and 7 days later AFTER that !!!! They told me that I should be happy that the outcome to my career there could have been worse. I'm crying as I type this... I was told I had a bright future. That I was doing very well in my position! . The last 3 months I have worked around the clock from home while watching my two toddlers. I have met all the deadlines they have asked me for, even the unrealistic ones. The situation that I had endured the last 3 months is beyond stressful. How does a company that says that they understand and will work around the schedule of parents do the complete opposite with their actions? I'm devastated. I have poured hours, tears, sweats, delayed giving my child a snack when he wanted one because my boss needed me to do something right away. And what did I get in return? !!! . They can keep the money they offered to not bring this up?! No working mother should be discriminated against , especially during these times for not being able to keep my for a business call For not being able to turn something around in 5 minutes when my baby wants a snack. We are in tough times right now. This situation would have been temporary. None of my clients had issues with my kids in the background. ' ! ' !!!. IT'S NOT OKAY to have to feel that your boss is making you pick your work over your kids during these times!!!' !!! #justice

A post shared by Hi, I'm | MODERN CALI MOM (@moderncalimom) on

Mães e filhos