PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Sem tédio no isolamento: 10 livros para prender a atenção dos adolescentes

adolescente negra livros - Victoria Gnatiuk
adolescente negra livros Imagem: Victoria Gnatiuk

Gabriela Zocchi

Colaboração para Universa

02/04/2020 04h00

Com o surto do coronavírus no Brasil, muitas escolas cancelaram as aulas, fazendo com que famílias entrem em isolamento social e passem mais tempo dentro de casa. Mas lidar com adolescentes trancafiados por dias e dias nem sempre é fácil, né? Por isso, que tal incentivá-los a aproveitar o tempo livre para se jogar nos livros?

Selecionamos algumas obras que vão prender a atenção dos seus filhos e ajudarão a fazer esse período passar mais rápido. Ah, importante lembrar: todos os livros desta lista estão disponíveis para compra online e têm também versões em ebook - ou seja, nem precisa sair de casa para adquiri-los.

Por Lugares Incríveis, de Jennifer Niven (Editora Seguinte)
A obra que inspirou o novo filme queridinho dos adolescentes na Netflix acompanha a relação de Violet, uma garota popular que perde o sentido da vida após a morte precoce de sua irmã, e de Theodore Finch, o "esquisitão" da escola que sofre bullying e ainda enfrenta dificuldades dentro de casa. Por causa de um trabalho escolar, eles partem em busca de lugares curiosos e interessantes dentro do estado onde moram e, mesmo sem saber, acabam ajudam um ao outro a seguir em frente.

Nove Desconhecidos, de Liane Moriarty (Intrínseca)

divulgação
Imagem: divulgação

Tem algo melhor do que um bom suspense para prender a atenção? No último livro da autora de "Pequenas Grandes Mentiras" (que inspirou a série "Big Little Lies" da HBO com Nicole Kidman e Reese Witherspoon no elenco) acompanhamos a história de nove pessoas que se conhecem durante um retiro em um spa afastado da cidade. Em meio a muito luxo e conforto, porém, eles começam a suspeitar que as motivações da diretora da instalação passem longe de simplesmente manter o bem-estar de seus hóspedes.

Tartarugas Até Lá Embaixo, de John Green (Intrínseca)
Depois do bestseller "A Culpa É das Estrelas", John Green lançou este livro que nos apresenta a Aza Holmes. A garota de 16 anos decide investigar o desaparecimento misterioso de um bilionário de sua cidade ao mesmo tempo em que aprende a lidar com seu transtorno obsessivo-compulsivo (TOC). A obra é uma das mais pessoais do escritor e aborda de forma interessante e bem sincera o distúrbio mental com o qual ele mesmo convive desde criança.

A Peste, de Albert Camus (Record)

Este livro do autor franco-argelino foi escrito em 1947 e voltou à lista dos mais vendidos em alguns países após a pandemia do coronavírus. A história fictícia acontece em uma pequena cidade da Argélia, quando milhares de ratos surgem misteriosamente dos esgotos e começam a morrer. Em pouco tempo, os humanos também acabam pegando a doença e, em muitos casos, tendo o mesmo fim dos animais. Embora não seja recomendada para jovens muito ansiosos com a situação atual, a obra é interessante pois faz um paralelo com a epidemia pela qual passamos, mostrando como cada pessoa lida com a disseminação da peste e reforçando a importância da informação e da empatia em períodos como esse.Intrínseca

O Verão Que Mudou a Minha Vida, de Jenny Han (Intrínseca)

Divulgação
Imagem: Divulgação

O nome Noah Centineo faz o coração da ala jovem da sua casa bater mais forte? Se ela é fã da saga "Para Todos os Garotos", que já tem dois filmes na Netflix, também vai amar a trilogia "Verão", da mesma autora, Jenny Han. No primeiro livro da série, "O Verão Que Mudou a Minha Vida", conhecemos Belly, uma menina de 15 anos que espera o ano todo pelo verão. É que nessa época ela sempre viaja para a casa de praia da melhor amiga de sua mãe, onde convive com Conrad e Jeremiah, dois irmãos com quem sempre manteve amizade. As coisas complicam quando eles se tornam adolescentes e o amor acaba dando as caras.

Maus: A História de Um Sobrevivente, de Art Spiegelman (Quadrinhos na Cia)
Não é porque estão sem aula que os jovens devem parar de estudar, certo? Nesta clássica obra sobre a Segunda Guerra Mundial, o cartunista Art Spiegelman conta, através de quadrinhos, a história de seu pai, um judeu polonês sobrevivente do Holocausto. Uma leitura fácil, comovente e necessária tanto para adolescentes quanto para adultos.

League of Legends: Reinos de Runeterra (Galera Record)
Seu filho ou filha não é muito dos livros, mas não sai do videogame? A solução para fazer com que ele leia mais está aqui. "League of Legends: Reinos de Runeterra" acabou de ser lançado e nada mais é do que uma edição de colecionador que apresenta diversas histórias sobre os reinos de Runeterra e outras curiosidades sobre o universo deste que é um jogos mais populares da atualidade.

Um Caminho Para a Liberdade, de Jojo Moyes (Intrínseca)

Divulgação
Imagem: Divulgação

Jojo Moyes é uma autora queridinha das adolescentes. Seu último livro, lançado em novembro do ano passado, se passa na década de 1930 e conta a história de cinco mulheres que decidem tocar o projeto de uma biblioteca itinerante em uma pequena e preconceituosa cidade do interior dos Estados Unidos. Em uma época na qual os costumes e a religião ditavam todo o comportamento de uma sociedade conservadora, esse grupo tenta mostrar como as palavras têm o poder de mudar o mundo.

Textos Cruéis Demais Para Serem Lidos Rapidamente, de Igor Pires e Gabriela Barreira (Globo Alt)
Ao enfrentar o fim de um relacionamento, Igor Pires decidiu colocar seus sentimentos para fora através da escrita. Assim surgiu a página "Textos Cruéis Demais Para Serem Lidos Rapidamente" (TCD) no Facebook e no Instagram. Indo contra os textos curtinhos e superficiais das redes sociais, o perfil fala de forma poética sobre a complexidade das relações humanas. Com o sucesso, o projeto foi além do mundo online e ganhou espaço nas prateleiras das livrarias - tanto que ganhou até mesmo um segundo livro, com o subtítulo de "Onde Dorme o Amor".

Anne de Green Gables, de Lucy Maud Montgomery (Autêntica)
A série "Anne with an E", da Netflix, foi responsável por popularizar o livro de Lucy Maud Montgomery entre os jovens desta geração. Na trama, acompanhamos Anne Shirley, uma garota ruiva de 11 anos que é adotada meio que por engano por uma família de Prince Edward Island, no Canadá. Com a capacidade de ver sempre o lado positivo das coisas e com sua personalidade questionadora, a menina logo conquista não só sua nova família, mas a cidade toda.

Mães e filhos