Topo

Modelo curvy conta que fez plásticas aos 16 e tomou remédios para ser magra

A modelo curve Thais Rumpel - Reprodução/Instagram/@thaisrumpel
A modelo curve Thais Rumpel Imagem: Reprodução/Instagram/@thaisrumpel

De Universa, em São Paulo

04/11/2019 09h37

A modelo curvy Thais Rumpel contou em entrevista ao jornal "O Globo" os sacrifícios que fez desde nova para trabalhar como modelo e ser magra. Ela chegou a fazer plásticas aos 16 anos e tomou remédio tarja preta para ter um corpo "adequado". Hoje, aos 24 anos e com manequim 44, ela conta que está orgulhosa de si.

"Minha história na indústria começou há mais de uma década como manequim regular. Eu era tão magra, viaja o mundo e fazia trabalhos para marcas como H&M e Macy's . Mas, aos 15, as coisas começaram a mudar no meu corpo. Ganhei peso e manter as medidas não era tão simples. Fiz cada loucura", contou na entrevista.

Thais contou como nunca sonhou em ser modelo, o trabalho era apenas uma forma de ganhar dinheiro. Foi descoberta aos 12 anos quando "só pensava em jogar vôlei e brincar de bonecas". Logo se viu passando por São Paulo, Nova York, Londres e Tóquio.

"Lutava na academia, me jogava em todas as dietas possíveis e, aconselhada por agentes, fiz uma lipoaspiração e coloquei silicone aos 16 para ficar com um look comercial. Dois anos mais tarde, a sibutramina entrou na minha rotina. Estava magra, mas infeliz. Passava mal o tempo inteiro, desmaiava... Não tinha vida".

Ela então resolveu deixar essa rotina para trás para estudar. Trabalhou como hostess em restaurante e engravidou. "Aos 21, engravidei de forma planejada. Os nove meses da gestação foram inacreditáveis. Não fazia dieta e precisava comer bem para o meu filho. Ganhei 15 quilos".

Hoje, Thais conta que se sente orgulhosa se seu manequim 44 e não sabe qual é o seu peso exato. "Faz tempo que não subo numa balança", disse. "Foi uma longa jornada em busca de autoaceitação. Não era fácil para uma adolescente ouvir que está gorda, ainda que suas calças fossem 38! Meu objetivo é mostrar que somos lindas do jeito que somos. Não precisamos seguir uma linha. Nós criamos o nosso próprio padrão".

Ela está no casting de modelos da agência Ford e desfilou para o estilista João Pimenta na última edição da São Paulo Fashion Week.

Autoestima