Topo

Espanholas fazem manifestações por mudanças na lei de estupro

Mulheres protestam contra grupo de estupradores na Espanha - AFP
Mulheres protestam contra grupo de estupradores na Espanha Imagem: AFP

De Universa, em São Paulo

04/11/2019 19h53

A condenação de cinco homens por "abuso sexual" no caso de um estupro coletivo contra uma jovem de 16 anos levantou uma nova onda de protestos feministas na Espanha.

As mulheres espanholas exigem uma mudança na lei que caracterize esse tipo de crime como "agressão sexual" e não "abuso sexual".

Uma petição online requisitando a mudança já conta com mais de 310 mil assinaturas.

As manifestantes ainda pedem que o estupro seja definido como uma relação sexual sem consentimento. Para isso, um dos gritos entoados nas ruas é o de "não é não, todo o resto é estupro".

Os protestos aconteceram nas maiores cidades do país: Madri, Barcelona e Sevilha.

Até mesmo a prefeita de Barcelona, Ada Colau, participou dos atos. Contudo, ela não deu declarações afirmando que não queria "roubar o protagonismo" das mulheres que protestavam.

Violência contra a mulher