PUBLICIDADE

Topo

Relacionamentos

Estas mulheres deduraram homens comprometidos que deram em cima delas

Natália Eiras

Da Universa

11/03/2019 04h00

O papo está gostoso, o cara parece ter tudo a ver com você, mas alguma coisa faz você ficar com uma pulga atrás da orelha. Ou ele é do seu círculo de amigos, acabou de terminar um relacionamento e está super interessado em você, mas parece que algo não encaixa nessa história. Alguns cliques do mouse, uma pesquisada nas redes sociais ou um papo com amigos em comum te entregam a realidade: o príncipe encantado na verdade é um boy lixo que está em um relacionamento monogâmico, mas está dando em cima de você.

Com a facilidade que temos para descobrir a vida de todo mundo pela internet, está se tornando comum mulheres entrarem em contato com as namoradas para "denunciarem" o que o rapaz. Às vezes, o desfecho é as duas garotas se tornarem amigas a partir de uma situação tão constrangedora, mas, em outras, a "denunciante" pode acabar levando a culpa.

A Universa reuniu alguns relatos de mulheres que decidiram dar um toque nas namoradas de "boys lixos":

"Achei que o cachorro era dele, mas era da noiva"

Naetê stalkeou o pretendente e descobriu que ele morava com a noiva - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Naetê stalkeou o pretendente e descobriu que ele morava com a noiva
Imagem: Arquivo Pessoal

"Conheci um cara de Campinas no Instagram e ficamos conversando durante um mês, combinando de se ver. A gente se falava o dia todo, trocávamos fotos e ele fingia que morava sozinho. Resolvi fazer a stalker, porque ele não tinha outras redes sociais. Em uma foto em que ele estava marcado, encontrei o perfil da noiva dele. Ele não publicava nada com ela, mas a menina postou stories recentes deles reformando a casa (o que ele me dizia que fazia sozinho), brincando com o cachorro dela (que eu achava que era dele). Mandei uma mensagem para ela, ela pediu e eu enviei os prints, que eram bem pesados. Foi tenso demais, mas depois ela me agradeceu e mandou ele pra fora de casa. Hoje acompanho ela nas redes e está felizona com outro boy. Fico aliviada por ela ter se livrado do embuste e eu nunca ter consumado nada com ele"
Naetê Andreo, 24, videomaker, de São Paulo (SP)

"Descobri que ele era noivo pelo Instagram"

"A gente se conheceu pelo Tinder e ele nunca me falava se tinha outra rede social. Fui descobrir que ele era noivo pelo Instagram. Mandei mensagem para a noiva dele com print das nossas conversas. Ela leu e respondeu que precisava falar comigo depois. Mais tarde, ela me falou que ficou sem reação na hora porque estavam em um restaurante. Eu acabei pedindo desculpas por não ter perguntado antes e ter enviado tudo assim em um momento ruim, mas que nós mulheres tínhamos que nos unir contra pessoas que tentam nos enganar dessa maneira. Ela agradeceu e disse que jamais imaginaria, que estava provado que ele não prestava, mas que não sabia como iria dizer isso para família porque eles estavam com casamento marcado. Acabamos nos consolando desse escroto. Não sei se terminaram mesmo, mas ela parecia bem abalada pela conversa"
Aline Idril, arquiteta, de Carapicuíba (SP)

"Ele começou a usar o Tinder após a namorada viajar"

Lucyanna avisou uma conhecida que o namorado dela tinha reativado o Tinder - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Lucyanna avisou uma conhecida que o namorado dela tinha reativado o Tinder
Imagem: Arquivo Pessoal

"Eu já alertei uma colega (muito querida, mas não tão próxima) que o boy dela estava no Tinder. Ele era um antigo match meu, desativou quando eles começaram a ficar e reativou quando ela foi fazer uma curta viagem. Enquanto ela estava fora, o cara veio puxar papo comigo. Minha primeira atitude foi deixar claro que eu conhecia a namorada dele, que estava desconfortável com a abordagem e que iria falar pra ela o que estava acontecendo. Ele tentou emplacar o argumento: 'nosso relacionamento está no começo, ainda não definimos os termos'. Apenas ignorei. Procurei ela, contei o que tinha rolado, mandei os prints (ela pediu) e disse que não estava fazendo aquilo pra me meter, mas que estava cansada de ver boy lixo protegendo boy lixo e mina massa com cara zoado. Enalteci a pessoa maravilhosa que ela é e não fiz nenhum questionamento sobre o que ela faria. Por que sabemos o quão difícil é sair de uma relação abusiva, né? Mas fiquei sabendo que eles terminaram e ela está maravilhosa como sempre"
Lucyanna Adrião, 32, publicitária, em Porto Alegre (RS)

"Ele tentou me beijar na mesma festa em que a namorada dele estava"

Ivi ficou amiga da namorada do cara que tentou agarrá-la em uma balada - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Ivi ficou amiga da namorada do cara que tentou agarrá-la em uma balada
Imagem: Arquivo Pessoal

"Um amigo do meu melhor amigo costumava sair com a gente para as baladas. Esse cara já tinha dado em cima de mim e falado com o meu amigo sobre ficar comigo, mas eu não estava interessada. Um dia, quando estávamos esperando ele para sair, meu amigo me falou que, naquele dia, a namorada do cara iria com a gente, então não era para eu comentar que ele já havia investido em mim. Fiquei chocada na hora, mas pensei que talvez o casal tivesse brigado e se separado nas vezes em que ele deu em cima de mim. Na balada, eu acabei conversando com a menina, dançamos juntas. A gente se divertiu. Quando fui ao banheiro, encontrei ele na fila e ele começou a dizer que eu era muito bonita, que não aguentava me vendo dançar. Eu xinguei ele, falei que a namorada dele estava ali na festa com a gente. Ele me enfiou no banheiro e tentou me beijar à força, mas eu consegui me desvencilhar e voltei para a pista de dança. Não contei nada para a menina naquele dia, mas a gente se aproximou. Depois disso, ela continuou saindo com a gente. Eles viviam terminando e voltando até que, um dia, ela estava chorando muito na balada, dizendo que voltaria com ele porque era muito apaixonada. Foi quando decidi contar tudo para ela. Ela chorou horrores na festa e eu achei que ela nunca mais falaria comigo, mas, mais tarde, ela me disse que eles haviam terminado. No fim das contas, ela acabou se descobrindo lésbica e, atualmente, é casada com uma menina super gente fina"
Ivi Piotto, 35, assessora de imprensa, São Paulo (SP)

"Ele veio atrás de mim pela localização do Instagram"

"No pré-Carnaval, eu e uma amiga decidimos ir ao bloco do Acadêmicos do Baixo Augusta em São Paulo (SP). Quando saímos de lá, eu recebi uma notificação no Instagram, de um cara que alegou que tinha me visto no bloco e que eu tinha chamado a atenção dele. Eu questionei como ele tinha encontrado o meu Instagram, e ele disse que foi pela marcação de localização nos stories. Como o Instagram dele era bloqueado e eu tinha pouca informação sobre o cara, joguei o nome dele no Facebook e vi que ele estava em um relacionamento sério com uma menina. Eu já tive alguns relacionamentos na minha vida, e, caso algum dos meus ex-namorados fizesse algo parecido na época, eu gostaria muito de saber. Esse foi o principal motivo que me fez entrar em contato com a namorada desse cara. Eu admito que, no começo, achei que a reação dela fosse ser ruim, que ela fosse me atacar e eu sairia como a vilã da história, mas mesmo assim quis fazer o meu papel e contar a ele sobre o que o namorado dela fez. Para a minha surpresa, a reação dela foi a melhor possível. Ela agradeceu pelo relato, pela sororidade, disse que ainda não havia conversado com ele, mas aparentemente ia tomar alguma atitude."
Carol*, 25, engenheira, de São Paulo (SP)

"O namorado de uma conhecida deu em cima de mim"

Ana Luisa tentou avisar a conhecida, mas a história não terminou muito bem - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Ana Luisa tentou avisar a conhecida, mas a história não terminou muito bem
Imagem: Arquivo Pessoal

"Namorei cinco anos com um cara e tinha um casal de amigos que trabalhava com ele. Eu sempre percebi que o amigo desse casal me olhava estranho. Um tempo depois que terminei com esse namorado, o amigo entrou em contato e começou a me cantar. Senti que tinha algo errado, porque, até pouco tempo atrás, ele tinha fotos com a namorada nas redes sociais e, por isso, perguntei dela. Ele falou que eles tinham terminado. A gente até conversou um pouco, mas nada demais. Ele ficou me chamando para sair várias vezes e, apesar de ele não ter nenhum status de relacionamento nas redes sociais, reparei que eles tinham várias fotos juntos nas redes sociais, estavam sempre nos mesmos lugares, parecendo um casal. Teve um dia que me irritei e falei para ele respeitar a namorada. Mandei o print para a menina e, além de ela não ter acreditado em mim, ela fez da minha vida um inferno. Mandou mensagens me xingando, falou mal de mim para todo mundo. Falei com o meu ex-namorado sobre o caso e ele disse que não fui a primeira a tentar avisá-la."
Ana Luisa Rocha, 23, publicitário, de São Paulo (SP)

Relacionamentos