PUBLICIDADE

Topo

Direitos da mulher

46% das meninas pensam que certos empregos são para homens, diz pesquisa

Liderança feminina é tema em fórum educativo  - Reprodução/Facebook
Liderança feminina é tema em fórum educativo Imagem: Reprodução/Facebook

Da Universa

07/03/2018 17h00

De acordo com a pesquisa Girls Index realizada com 10,6 mil meninas dos EUA, 46% das entrevistadas pensam que determinados empregos são melhores para homens do que para as mulheres. O estudo da Phd ainda aponta que a maioria das meninas gosta de tomar a frente, mas duvidam do seu potencial.

“Estes dados mostram que a falta de perspectiva com certeza afetará as meninas, mesmo quando tiverem oportunidades de liderança no futuro”, diz Deborah de Mari, fundadora do Projeto Força Meninas, que acompanhou o evento “South by Southwest Education” nos Estados Unidos.

Na análise, as entrevistadas foram questionadas sobre sua vontade de liderar, se gostam de estar no comando e o que pensam dos conceitos de poder de influência e comunicação. Apesar do dado alarmante sobre profissões, a pesquisa constatou que apenas 8% das meninas têm convicção de que homens são melhores líderes do que as mulheres.

Mas no geral, uma em cada três garotas tem receio de ser líder por medo de que outros a acham mandona. “Acredito que esses dados são ainda mais relevantes no Brasil, pois as meninas têm pouquíssimo - ou nenhum - contato com mulheres na liderança e este fator é essencial para que elas almejem assumir posições importantes no futuro”, comenta Deborah.

Com o objetivo de construir uma nova geração de líderes, o projeto Força Meninas busca oferecer a garotas de 6 a 18 anos a oportunidade de serem protagonistas de suas jornadas. Por meio da comunidade digital, workshops e consultorias, a plataforma educativa se propõe a informar pais, capacitar educadores e conectar meninas para que desenvolvam competências sociais, emocionais e habilidades cruciais para o século 21, como a liderança.

Direitos da mulher