PUBLICIDADE

Topo

Universa

V. Rom traz streetwear com alfaiataria para garotos que gostam de roupa

Roupas da V.Rom são fáceis de usar e refletem a atitude do homem  - Alexandre Schneider/UOL
Roupas da V.Rom são fáceis de usar e refletem a atitude do homem
Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE<br>Editora de UOL Estilo

29/01/2007 21h22

Inspirada pela música, a V.Rom desfilou sua coleção nesta segunda (29), no penúltimo dia do São Paulo Fashion Week.



No primeiro desfile depois que Vitor Santos e Rogério Hideki venderam a marca para o dono da Cavalera, Alberto "Turco Loco" Hiar, a V.Rom continua a propor que os garotos brinquem mais na hora de se vestir, sem perder o conforto, a masculinidade e a pegada do streetwar.



Desta vez, as roupas estão ainda mais acessíveis não só para quem gosta de moda, mas para quem gosta de, já que é para se vestir, usar a roupa também para dizer alguma coisa. E a roupa da V.Rom diz que dá para misturar a sisudez das peças e padronagens de alfaiataria com as calças confortáveis, com bolsos utilitários, as bermudas curtas em xadrez com camisas sociais, o macacão de sarja preto com gravata por baixo, o paletó com capuz vindo de uma peça de moletom por baixo.



O xadrez aparece bastante na coleção, vindo em vermelho ou marrom, ou ainda puxando para o acinzentado. A cartela de cores é mais sóbria, com cinzas e pretos em estampas mais clássicas e também na final, de losangos, meio "college" com efeito de dominó. Nos tecidos, moletom, matelassê, lã e jeans.



Nos pés, coturnos complementam o visual comercial com informação de moda.

Universa