PUBLICIDADE
Topo

China constrói trem-bala mais rápido do mundo, mas 'se esquece' dos trilhos

Novo trem-bala chinês chega a 600 km/h - Zhang Jingang/VCG/Getty Images
Novo trem-bala chinês chega a 600 km/h Imagem: Zhang Jingang/VCG/Getty Images

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt

22/07/2021 18h00

O governo da China apresentou um novo trem-bala, usando tecnologia de levitação magnética (maglev), que pode atingir espantosos 600 km/h. Ele é o trem mais rápido do mundo, mas ainda não pode entrar em operação, devido a um pequeno detalhe: faltam trilhos adequados para as viagens.

De acordo com os inventores do veículo, o próximo passo é construir uma rede de trilhos maglev por diversos pontos do vasto território chinês, ligando as maiores cidades. Uma viagem entre Pequim e Xangai, por exemplo, se tornaria até mais rápida do que de avião.

Mesmo sem operar, o trem é uma maravilha da engenharia. Ele desliza sobre uma espécie de almofada de forças eletromagnéticas fortíssimas que o empurra para cima — por isso, parece flutuar. Entre seus diferenciais, estão a grande capacidade de passageiros, baixos níveis de ruído, e menor manutenção do que outros trens super-rápidos, de acordo com a empresa estatal China Railway Rolling Stock Corporation.

Visitantes andam no trem-bala chinês que chega a 600 km/h em Qingdao, Shandong - Zhang Jingang/VCG/Getty Images/Reuters - Zhang Jingang/VCG/Getty Images/Reuters
Visitantes andam no trem chinês que chega a 600 km/h em Qingdao, Shandong
Imagem: Zhang Jingang/VCG/Getty Images/Reuters

Os atuais trens mais rápidos do país — e do mundo — viajam a cerca de 350 km/h. Com o novo veículo, o trajeto entre Pequim e Xangai seria quase que reduzido pela metade, levando apenas 2h30. De avião comercial, são cerca de duas horas. Mas, se considerarmos os tempos de check-in, pousos e decolagens, uma viagem maglev se torna mais rápida, simples e responsável com o meio-ambiente — a aviação é altamente poluente.

Para ser justo, há um pequeno trilho maglev na China, em um percurso de 30 km entre o aeroporto Pudong, em Xangai, e a estação de trens Longyang Road. A viagem é feita em 7 minutos e 30 segundos, atingindo velocidades de até 430 km/h.