PUBLICIDADE
Topo

Nasa: Mudança na órbita lunar pode ser um desastre para as marés em 2030

Getty Images
Imagem: Getty Images

Guilherme Tagiaroli

De Tilt, em São Paulo

14/07/2021 13h52Atualizada em 15/07/2021 13h31

A soma do aumento do nível dos mares e uma mudança na órbita da Lua, prevista para a próxima década, vai aumentar consideravelmente o número de enchentes na Terra, alerta a Nasa. Segundo a agência, este processo deve ser predominante na costa leste dos Estados Unidos e na costa do Golfo — ambas banhadas pelo Oceano Atlântico.

Baseada em um estudo feito junto com a Universidade do Havaí, a agência espacial dos EUA diz que estas enchentes de maré alta — causadas por uma oscilação da órbita da Lua — deverão ser mais frequentes que inundações nos Estados Unidos, podendo durar alguns meses em 2030.

Na prática, isso pode prejudicar a vida de pessoas que moram em regiões costeiras, além de afetar a infraestrutura dessas regiões.

"Este é um efeito acumulado com o tempo e que terá um impacto. Se há uma enchente 10 ou 15 vezes por mês, uma empresa não pode continuar operando de um estacionamento submerso, e as pessoas perdem emprego, pois não conseguem trabalhar", disse Phil Thompson, autor principal do estudo da NASA e professor-assistente da Universidade do Havaí, em um comunicado da Nasa.

Entendendo o processo

O aquecimento global tem aumentado o nível dos mares ao derreter as calotas glaciais, o que em si já torna, por exemplo, marés altas um pouco mais volumosas que o normal. No entanto, segundo a Nasa, a Lua exercerá papel importante nesta previsão para o aumento de enchentes.

A principal razão é um ciclo de oscilação na órbita da Lua que leva 18,6 anos para ser completado. Na primeira metade deste ciclo, as marés na Terra são suprimidas, as marés altas são mais baixas; enquanto as baixas são mais altas que o normal. Na segunda metade, ocorre o contrário: marés altas são mais altas que o normal; e as baixas, mais baixas que o normal.

Atualmente, estamos na parte do ciclo em que as marés são amplificadas e não tem havido grandes mudanças em enchentes. No entanto, de acordo com a NASA, a próxima vez que isso ocorrer, em 2030, as marés altas devem ser maiores, o que deve afetar de forma particular as cidades costeiras.

Dependendo da posição do Sol, Lua e da Terra, moradores do litoral da costa leste dos EUA podem ter enchentes a cada um ou dois dias.

Enchente em cidade - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

"A combinação da atração gravitacional da Lua, o aumento dos níveis do mar e a mudança climática continuarão a aumentar as enchentes em nossas costas e em outras regiões do mundo", disse Bill Nelson, administrador da NASA, sobre o estudo.