PUBLICIDADE
Topo

Deu Tilt #19: Entenda de uma vez por todas o que é e pra que serve NFT

Thiago Varella

Colaboração para Tilt

16/06/2021 04h00

Que tal pagar milhões de dólares para ser o feliz proprietário de um quadro original de Pablo Picasso? Sonho, né. E desembolsar alguns milhares de reais pelo original de um meme? Ou mesmo por uma obra de arte digital? Isso ainda soa esquisito.

Mas é justamente pra isso que existe o NFT, ou token não-fungível. Esse foi o assunto do 19º episódio do podcast Deu Tilt com Gustavo Torrente, que é coordenador acadêmico de MBAs da FIAP e especialista em Blockchain, e Paula Menezes, que é advogada e membro da comissão de propriedade intelectual da OAB-SP.

Algo fungível é quando você consegue trocar por outra coisa de mesmo valor, como uma nota de dinheiro. Já não fungível é o contrário, como uma obra de arte. Uma pintura do Picasso não tem preço, por isso vai a leilão e quem pagar mais, leva.

Segundo Torrente, NFT é aquilo que você não consegue duplicar e tem valor único, como por exemplo uma obra de arte digital ou o primeiro tweet (ouça a partir de 02:05).

"Mas não tem como a pessoa tirar um print e ter o mesmo arquivo? Tem. Mas aí eu devolvo a pergunta. Você nã consegue ter o quadro da Monalisa na sua casa se imprimir na internet? Sim, mas você não tem a verdadeira. No NFT você garante a autoridade e que aquele arquivo é o original", explicou.

Para garantir que determinado arquivo é o original, o NFT está associado ao blockchain, a mesma tecnologia das criptomoedas que garante que aquilo é imutável (ouvir a partir de 05:56).

"Se você for revender ou passar adiante, o blockchain tem rastreabilidade do arquivo, evitando fraudes. E esse é o grande valor que tem o blockchain", disse Torrente.

Segundo Menezes, o NFT já é usado por artistas para financiamento de projetos. Ela citou o exemplo de um músico que oferece 1% de sua obra musical por meio do NFT. O interessado vai lá e compra essa pequena cota (ouvir a partir de 26:14).

"Se essa obra musical vai para uma novela, por exemplo, quem comprou vai ganhar muito mais do que aquele valor inicial que ela pagou porque daí ela vai passar a ser titular de uma parte do direito daquela obra. Então toda vez que aquela obra for executada, a pessoa recebe também", contou.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir "Deu Tilt", por exemplo, no Spotify, na Apple Podcasts e no YouTube.