PUBLICIDADE
Topo

Helicóptero Ingenuity vai mais rápido e longe no seu terceiro voo em Marte

Imagem da sombra do Ingenuity, capturada pelo helicóptero em seu terceiro voo em Marte - NASA/JPL-Caltech
Imagem da sombra do Ingenuity, capturada pelo helicóptero em seu terceiro voo em Marte Imagem: NASA/JPL-Caltech

De Tilt, em São Paulo

26/04/2021 10h46

O Ingenuity, pequeno helicóptero da Nasa, fez neste domingo (25) seu terceiro voo em Marte. Desta vez, ele conseguiu percorrer uma distância maior e de forma mais rápida do que nos voos anteriores, atingindo uma velocidade máxima de 7 km/h.

A câmera colorida do helicóptero captou imagens de ângulos diferentes. Durante o primeiro voo, só foi possível tirar fotografias em preto e branco. A imagem colorida foi compartilhada pela agência espacial americana. Nela é possível observar parte de duas das quatro pernas do Ingenuity.

A agência espacial norte-americana comemorou o feito por meio de uma mensagem pelo Twitter. "Terceiro voo nos livros de história. Nosso #MarsHelicopter continua a estabelecer recordes, voando mais rápido e mais longe. O helicóptero espacial está demonstrando capacidades que podem permitir a adição de uma dimensão aérea a futuras missões a Marte e além", diz o texto.

No primeiro voo, realizado no último dia 19, o helicóptero entrou na história como o primeiro veículo motorizado a sobrevoar outro planeta. Na ocasião, ele alcançou três metros de altura. No segundo voo, na última segunda-feira (22), o Ingenuity subiu até cinco metros de altura e fez um deslocamento lateral de cerca de dois metros.

Neste terceiro voo, o Ingenuity subiu também a cinco metros de altura e viajou cerca de 50 metros — quase metade do comprimento de um campo de futebol — e aumentou sua velocidade no ar para 2 m/s (cerca de 7 km/h). De acordo com a Nasa, o helicóptero não havia voado nessa velocidade nem mesmo durante os testes na Terra. O robô Perseverance, a bordo do qual chegou o pequeno helicóptero, de 1,8 kg, filmou o terceiro voo, que durou 80 segundos.

O voo, de deslocamento lateral, serviu como teste para o sistema de navegação autônomo do helicóptero, que realiza o trajeto com base em informação previamente recebida. A densidade baixíssima do ar de Marte (1% da atmosfera terrestre) obrigou as equipes da Nasa a desenhar um helicóptero ultraleve.

O quarto voo do Ingenuity já está sendo preparado, porém a expectativa é de que as operações se tornem cada vez mais difíceis e levem a máquina ao seu limite.

Após um mês, no máximo, a experiência com o Ingenuity será interrompida para que o Perseverance se dedique à sua missão principal, a de procurar sinais de vida antiga em Marte.