PUBLICIDADE
Topo

WhatsApp volta após 45 minutos fora do ar; empresa culpa falha técnica

Arte UOL
Imagem: Arte UOL

De Tilt, em São Paulo

19/03/2021 14h39Atualizada em 19/03/2021 16h47

Os aplicativos do WhatsApp, Instagram, Facebook e Facebook Messenger apresentaram instabilidade na tarde de hoje. O WhatsApp ficou totalmente fora do ar, impedindo usuários de enviar mensagens ou acessar a versão para computador. O Instagram travou e não deixava as pessoas postarem fotos ou vídeos no feed e nos stories. Já Facebook e Messenger ficaram mais lentos. Por volta das 15h (de Brasília), os serviços começaram a voltar ao normal.

Em nota enviada a Tilt, um porta-voz do Facebook —empresa que é dona do WhatsApp e também do Instagram— confirmou a queda, mas não deu detalhes sobre o motivo. "Hoje, mais cedo, tivemos uma instabilidade técnica que fez com que as pessoas tivessem dificuldade para acessar alguns serviços do Facebook. Essa questão já está resolvida", diz a nota.

O WhatsApp confirmou no Twitter que seus sistemas voltaram ao normal após 45 minutos de instabilidade. "Obrigado pela paciência, foram longos 45 minutos, mas estamos de volta!", escreveu a conta oficial do app.

No site Downdetector, que registra relatos de falhas de serviços online em todo o mundo, houve um pico de quase 60 mil reclamações a respeito do WhatsApp por volta das 14h (de Brasília) em diversos países, da Europa à América do Norte.

Relatos de instabilidade no WhatsApp registrados no site Downdetector - Reprodução - Reprodução
Relatos de instabilidade no WhatsApp registrados no site Downdetector
Imagem: Reprodução

Órfãos do WhatsApp correram para o Twitter (que também teve uma leve instabilidade, com relatos de lentidão para algumas pessoas) para reclamar e tirar sarro da queda do WhatsApp.

Houve também relatos de instabilidade e lentidão no Twitter, mas nos testes de Tilt a rede social continua funcionando normalmente.

Rivais vibram

Quem comemorou a queda do WhatsApp foi o eterno rival Telegram. No Twitter, a conta oficial brasileira do app de mensagens tirou onda com a instabilidade no concorrente.

Além do Telegram, o Signal, app de mensagens criptografadas apoiado por Elon Musk e até Brian Acton, cocriador do WhatsApp, também comemorou uma "chuva" de novos registros de pessoas usando o aplicativo após a queda do concorrente. No Twitter, o app também se solidarizou com os engenheiros de software que tiveram que lidar com a queda.

"Chuva de novos cadastros no Signal; sejam todos bem-vindos! Solidariedade ao pessoal que está trabalhando na falha do WhatsApp. Pessoas fora da indústria de tecnologia nunca entenderão como é estranho ouvir alguém dizer que está 'ansioso por algum tempo de inatividade no fim de semana'", brincou o Signal em um post no Twitter.