PUBLICIDADE
Topo

Do slackline para o TikTok: homem-aranha de SP faz sucesso com trapalhadas

Spider_Slack faz sucesso no TikTok - Arquivo pessoal
Spider_Slack faz sucesso no TikTok Imagem: Arquivo pessoal

Juliana Stern

Colaboração para Tilt

20/02/2021 04h00

Vestido de homem-aranha, Cleyton Silva Santos, 24, conquistou mais de 13 milhões de seguidores no TikTok ao mostrar na rede social não só suas habilidades com o slackline — esporte em que o praticante utiliza uma fita esticada entre dois pontos fixos para andar e fazer manobras —, mas por encarnar um super-herói para lá de desastrado.

A trajetória de sucesso do hoje influencer digital começou no início de 2020, quando o jovem passou a fazer apresentações de slackline na avenida Paulista, em São Paulo, como forma de conseguir uma renda extra. Ele trabalhava como motoboy na época e já praticava o esporte há oito anos, tendo participado de várias competições e conquistando o primeiro lugar 3ª Copa Bragança Paulista de Slackline em 2015.

Além da habilidade impressionante de se equilibra e fazer acrobacias em cima da fita, o que começou a chamar ainda mais a atenção do público para o trabalho de Cleyton foram as fantasias que ele passou a usar durante as apresentações. Foi aí que nasceu o homem-aranha brasileiro do slackline — ou o @spider_slack.

"[A fantasia d]O homem-aranha combinava com as acrobacias", relembra o atleta.

Por causa da pandemia, as apresentações tiveram de ser suspensas, mas habilidades de Cleyton já tinham alcançado milhares de visualizações no TikTok. "Meu irmão me mostrou que alguém tinha postado um vídeo meu de slackline e tinha viralizado. Aí ele me incentivou a postar meus próprios vídeos", diz.

Os vídeos das apresentações fizeram sucesso na rede social, mas não duraram muito já que a pandemia impediu novas gravações. Por isso, o atleta precisou inovar para manter a popularidade do conteúdo que estava produzindo.

"Comecei a postar porque achei que seria uma boa visibilidade para o esporte, mas tive que me reinventar. Aí tentei conteúdo de humor e acabou dando mais certo do que os de slackline", afirma.

Com o tempo, Cleyton encontrou seu nicho ao se inspirar em criadores de conteúdo estrangeiros que viralizaram e logo se tornou um sucesso no mundo todo. "Mas eu sou bem tímido, nunca me imaginei sendo engraçado e do nada eu estava tendo todas aquelas visualizações", conta.

Para isso, Cleyton começou a basear seu conteúdo em refazer vídeos virais que aparecem na aba "For You" do TikTok, mas com um final inusitado. "Comecei a imitar os vídeos, mas de uma forma errada, fazendo coisas que não eram pra acontecer", conta. Hoje, alguns de seus vídeos conseguem mais likes e visualizações do que os originais.

@xxelacxx

#TimeWarpScan this took wayyyyyy too long n it's still sht

? Originalton - cute.coconut
@spider_slack

era uma vez um dente feliz e saudável @kili.so.silly

? som original - spider_slack

Outro aspecto que fazem os vídeos viralizarem, segundo Cleyton, é que sua mãe está sempre presente. "A figura da mãe é universal, quase uma entidade, todo mundo se identifica. Sempre que ela aparece o vídeo viraliza no México, nos Estados Unidos e na Coréia do Sul. Não importa o lugar, mãe é mãe", diz Cleyton.

Carreira de influencer

O TikTok virou um meio de sustento não só para Cleyton, mas para a mulher dele, Amandine Pinheiro, 25, mesmo que essa não tenha sido a intenção inicial. "Nunca me imaginei sendo influencer ou mesmo trabalhando com vídeos e internet. Mas percebi que isso poderia mudar meu futuro, melhorar minha condição de vida e me empenhei para que desse certo", afirma.

Amandine também participa da criação do conteúdo, mesmo que fora das câmeras. "Ela é mais tímida que eu, então não gosta de aparecer muito. Mas me ajuda muito com ideias, filmando, ou jogando coisas em mim quando precisa", brinca.

Mas os vídeos não trazem retorno financeiro diretamente ao influenciador, pois não são monetizados pela plataforma. O influenciador recebe por trabalhos que conseguiu por conta da visibilidade que têm nas redes, como publicidades para diferentes marcas. Ele já divulgou novas músicas, nacionais e internacionais, para produtoras, e aplicativos de streaming de músicas.

Tanto esforço tem feito com que o perfil de Cleyton só cresça na plataforma. Desde novembro do ano passado até o início de fevereiro, ele conta ter ganhado cerca de 9 milhões de seguidores. "Eu busco sempre fazer um conteúdo universal, que possa ser entendido no mundo inteiro", diz o influencer cujo objetivo atual é ser o maior tiktoker do Brasil. "Meu foco é o mundo", acrescenta.

Cleyton pretende voltar a postar suas habilidades de slackline, mas no YouTube. Ele conta que lá também quer mostrar mais do seu dia a dia e dos bastidores dos seus vídeos. "Gosto muito do formato de vlog e acho que seria interessante mostrar como eu faço os meus vídeos, conversar mais com as pessoas que me acompanham", conta.