PUBLICIDADE
Topo

Uma destas astronautas da Nasa será a primeira mulher a pisar na Lua

Nasa
Imagem: Nasa

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt

10/12/2020 14h48

Esta semana, a Nasa revelou quem são os 18 astronautas que farão parte do projeto Artemis, que pretende instalar uma base na Lua a partir de 2024. São nove homens e nove mulheres —e uma delas será a primeira a andar no satélite.

O primeiro pouso na Lua do projeto está previsto para levar dois a quatro tripulantes, incluindo pelo menos uma mulher. Se tudo der certo, também será a primeira vez que um humano caminhará em nosso satélite desde 1972 —quando aconteceu a última missão tripulada do projeto Apollo.

Ainda não é certo quantos ou quais, e nem exatamente quando, estes homens e mulheres colocarão os pés na Lua. O projeto Artemis —nome da irmã gêmea de Apollo-- é composto por diversas etapas e depende de cooperação internacional e financiamento do governo norte-americano, que pode ser alterado com a eleição do presidente Joe Biden.

Os nomes foram anunciados por Mike Pence, vice-presidente dos Estados Unidos, durante a reunião do Conselho Nacional do Espaço, no Centro Espacial Kennedy, no Cabo Canaveral, Flórida.

Entre os 18 escolhidos, dois estão no espaço neste momento: o piloto Victor Glover, 44, e a microbiologista Kate Rubins, 42, que chegaram à Estação Espacial Internacional (ISS) em novembro e outubro deste ano, respectivamente.

Entre as mulheres selecionadas, outras quatro são reconhecidas por seu trabalho na ISS: Jessica Meir, 43, bióloga marinha e filósofa, e Christina Koch, 41, engenheira elétrica e física, que protagonizaram as primeiras caminhadas por fora da estação totalmente femininas, no ano passado.

"Para nós, não é uma conquista pessoal, é uma homenagem e tributo às gerações de mulheres e outras minorias que realmente empurraram os limites e quebraram tetos de vidro para permitir que estivéssemos aqui hoje", disse Meir, que estava presente na cerimônia. "O melhor é que agora isso é algo normal. E vamos todos juntos para a Lua, como um time."

Anne McClain, 41, engenheira aeroespacial e tenente-coronel do exército, e Stephanie Wilson, 54, engenheira, também já viveram na Estação Espacial.

Quatro das nove mulheres escolhidas nunca estiveram no espaço: Jasmin Moghbeli, 37, piloto de helicópteros da Marinha; Jessica Watkins, 32, geóloga, aquanauta e jogadora de rúgbi; Kayla Barron, 33, oficial da Marinha e pesquisadora de reatores nucleares; e Nicole Mann, 43, piloto de aviões militares, que atuou no Iraque e Afeganistão.

Os outro oito homens selecionados são: Frank Rubio, 44; Joe Acaba ,53; Jonny Kim, 36; Kjell Lindgren, 47; Matthew Dominick, 39; Raja Chari, 43; Scott Tingle, 55; e Woody Hoburg, 35.

Artemis

O cronograma do projeto é enviar missões robóticas à Lua já em 2021; em 2023, acontecem as primeiras missões tripuladas, apenas orbitando a Lua; enfim, em 2024, a "alunissagem" (aterrissagem na Lua), desembarcando a tripulação no polo Sul de nosso satélite —um local diferente e mais desafiador do que os visitados durante o projeto Apollo. Nenhuma pessoa e sequer um robô já pousou lá.

"Um pequeno passo para o homem, um grande salto para a humanidade". A primeira vez que o homem esteve na Lua e disse essa frase foi em 1969, com a famosa missão Apollo 11, de Neil Armstrong e Buzz Aldrin. Doze pessoas diferentes já caminharam sobre solo lunar até a Apollo 17, a última missão tripulada ao satélite, em 1972.

A longo prazo, o objetivo do projeto Artemis é estabelecer uma base permanente na Lua, abrindo caminho para também pisarmos em Marte.