PUBLICIDADE
Topo

Que sorte! Câmera de navio flagra bola de fogo verde cruzando o céu

Imagem do CSIRO, órgão de pesquisa científica da Austrália, mostra meteoro (lado esq. superior) cruzando céu do país, que foi captado por câmera do navio RV Investigator - CSIRO
Imagem do CSIRO, órgão de pesquisa científica da Austrália, mostra meteoro (lado esq. superior) cruzando céu do país, que foi captado por câmera do navio RV Investigator Imagem: CSIRO

Guilherme Tagiaroli

De Tilt, em São Paulo

19/11/2020 14h07

Sem tempo, irmão

  • Câmera em embarcação capturou momento em que meteoro cruzou céu da Austrália
  • Segundo mídia local, várias pessoas viram a bola de fogo verde, porém ninguém conseguiu registrar

Uma imagem impressionante foi captada por uma embarcação na Austrália: um meteoro, emanando um brilho de cor verde, atravessando o céu na ilha de Tasmânia na noite de quarta-feira (18).

O RV Investigator, uma embarcação do CSIRO, órgão nacional de pesquisa científica da Austrália, fazia observações sobre oceanografia a quase 100 km da costa do país. Por volta das 21h21 (horário local), uma câmera detectou um meteoro cruzando os céus e sendo destruído sobre o oceano.

"O meteoro cruzou o céu em frente à embarcação e então se desfez - foi incrível assistir à gravação e tivemos muita sorte de conseguir capturar tudo na transmissão ao vivo do navio", disse John Hooper, pesquisador do RV Investigator, que estava a bordo durante o ocorrido, em comunicado.

Não custa lembrar que os meteoros são pedaços de rochas espaciais, com menos de um quilômetro de diâmetro, que entram na atmosfera da Terra. Durante este processo, a fricção de pedras com a atmosfera faz com que eles queimem, gerando a luz vista no vídeo.

FAQ - Quem é quem no espaço - Arte/UOL - Arte/UOL
FAQ - Quem é quem no espaço
Imagem: Arte/UOL

De acordo com o site Cnet, a mídia australiana reportou que várias pessoas conseguiram ver o fenômeno, mas ninguém conseguiu registrar com uma foto ou um vídeo. A Organização Internacional de Meteoros, associação que monitora este tipo de evento, não reportou nenhum incidente na Austrália.

"As câmeras estão em toda parte, nos nossos bolsos e em vários locais de nossas cidades, mas elas devem estar apontadas para o local certo e na hora certa - o RV Investigator estava no local certo e na hora certa", disse Glenn Nagle, pesquisador da equipe de ciência espacial e astronomia do CSIRO, em comunicado.

Apesar de não haver registro de consequências maiores, incidentes como o ocorrido na Austrália são um lembrete de que mais de 100 toneladas de detritos espaciais entram na atmosfera da Terra todos os dias.