PUBLICIDADE
Topo

Apple Watch salva homem após queda nos EUA; saiba como ativar o recurso

Apple Watch avisou a polícia sobre a queda, e bombeiros foram enviados ao local - Getty Images/iStockphoto
Apple Watch avisou a polícia sobre a queda, e bombeiros foram enviados ao local Imagem: Getty Images/iStockphoto

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt, em São Paulo

09/06/2020 16h53

Um morador da cidade de Phoenix (EUA) teve sua vida salva graças ao seu Apple Watch. Após uma queda, ele ficou desacordado e o seu relógio conseguiu detectar o problema. Automaticamente, o aparelho avisou a polícia e passou a localização exata do acidente. Bombeiros, então, foram enviados para o local e acharam o homem desmaiado.

Isso foi possível por causa do recurso de detecção de queda, introduzido na linha Apple Watch Series 4. Em casos de fortes quedas, o relógio fica em alerta. Caso o usuário não interaja com o aparelho em um minuto, ele liga para o serviço de emergência local.

De acordo com o site KTAR.com, o acidente aconteceu no dia 23 de abril e o homem passa bem. Existem outros relatos no exterior de casos parecidos, principalmente com idosos, ciclistas ou atropelamentos em que o Apple Watch ajudou no atendimento. A função de monitoramento cardíaco também já salvou vidas.

De acordo com a Apple, alguns países e regiões contam com diversos números de emergência. Nesse caso, o Apple Watch liga para os serviços de ambulância. No Brasil, o número discado é o 190 (Polícia Militar).

Como ativar o recurso?

A detecção de queda vem desativada nas configurações de fábrica do Apple Watch. Ela só é ativada automaticamente se você tiver mais de 55 anos, com a sua idade devidamente preenchida na ficha médica do app Saúde (ícone do coração).

A função não vem ativada como padrão porque, em pessoas fisicamente muito ativas, o alerta pode ser acionado sem querer— por exemplo, durante atividades físicas de alto impacto. Se isso acontecer, basta responder ao relógio que você está bem para evitar uma visita dos bombeiros.

Veja como ativar:

  1. Abra o aplicativo Apple Watch no iPhone
  2. Na aba Meu Relógio, toque em SOS de Emergência
  3. Role até embaixo e ative a opção Detecção de Queda.

A detecção de braço (que bloqueia a tela quando não está sendo usada) também deve estar ativada para o relógio poder ligar automaticamente para os serviços de emergência. Abra o app Ajustes no Apple Watch, toque em Código e verifique se a função está selecionada.

Mas como funciona?

Se você levar um tombo (de acordo com os parâmetros de "queda grave" do sistema), o relógio soará um alarme, dará uns toques no seu pulso e emitirá um alerta na tela.

Se os sensores do Apple Watch detectarem que você está se movendo, ele espera para ver se você responde "estou bem". Em caso positivo, não ligará para a polícia.

Se você ficar imóvel por aproximadamente um minuto, é iniciada uma contagem regressiva de 30 segundos. O alarme e as vibrações vão ficando cada vez mais fortes para tentar acordar você ou chamar a atenção de uma pessoa próxima.

Se a contagem terminar sem nenhuma interação, o Apple Watch liga para o serviço de emergência.

Quando a chamada é atendida, é reproduzida uma mensagem de áudio da Siri, informando que uma queda grave foi detectada, e compartilhando sua localização atual, com coordenadas de latitude e longitude. A mensagem continua a ser reproduzida diversas vezes até você tocar em "parar mensagem gravada" ou a ligação ser encerrada.

Em seguida, o relógio envia uma mensagem para seus contatos de emergência com a sua localização, informando que detectou uma queda grave e já chamou socorro.

Na 'ficha médica' do iOS, é possível incluir os contatos de emergência de sua preferência, alergias e outras condições médicas importantes no caso de um acidente. Basta abrir o app Saúde e cadastrar. Para disponibilizar a ficha médica na tela do relógio para quem estiver te socorrendo, ative a opção "mostrar quando bloqueado".