PUBLICIDADE
Topo

Sistema da Microsoft apresentou falhas por anos, diz ex-funcionário

Getty Images
Imagem: Getty Images

De Tilt, em São Paulo

10/01/2020 14h02

Um sistema elaborado pela Microsoft que faz a transcrição de áudio de Skype e Cortana funcionou sem "medidas de segurança" por anos, de acordo com um ex-funcionário da empresa.

O homem, que deu entrevista ao The Guardian sob condição de anonimato, revelou que teve acesso a "milhares de gravações potencialmente sensíveis" em seu computador pessoal na China.

O processo para obter os arquivos, segundo o site, foi considerado "simples": o ex-funcionário fez uso de um aplicativo executado no Google Chrome não divulgado.

Para entrar no sistema, de acordo com o The Guardian, o contratado recebia um e-mail com link, usuário e senha - sem qualquer tipo de código de segurança. Além disto, ele foi estimulado a usar múltiplas contas da Microsoft para agilizar e facilitar o manuseio.

"Ouvi todos os tipos de conversas incomuns, incluindo o que poderia ter sido violência doméstica. Parece um pouco maluco agora, mas depois de me informar sobre segurança, eles me deram a URL, um nome de usuário e uma senha. Isso foi enviado por e-mail", disse.

Com estes dados, o homem conseguiu acessar os dados e conseguia, inclusive, repassar o acesso para qualquer outro indivíduo que quisesse.

A Microsoft afirmou, por meio comunicado enviado ao jornal britânico, que já havia colocado fim a alguns programas de revisão para Skype e Cortana. Além disso, anunciou que transferiu o restante de funcionários com esta função para "instalações seguras" - nenhuma na China.

Segurança