Topo

Menos polarização? Twitter acaba com publicidade política na rede social

Twitter - Divulgação
Twitter Imagem: Divulgação

Do Tilt, em São Paulo

30/10/2019 17h54

O presidente do Twitter, Jack Dorsey, usou o seu perfil nesta quarta-feira (30) à tarde para anunciar que a rede social não vai mais permitir que publicidade política seja veiculada na plataforma, atualmente com cerca de 139 milhões de usuários ativos todos os dias.

"Decidimos interromper toda a publicidade política no Twitter globalmente. Acreditamos que o alcance da mensagem política deve ser conquistado, não comprado", escreveu ele.

Dorsey explica que a decisão foi tomada porque uma mensagem política ganha alcance quando as pessoas decidem seguir ou retuítar um conteúdo político. Pagar por esse alcance remove a decisão do usuário fica comprometida, forçando as pessoas a ver mensagens políticas direcionadas.

O executivo acredita que, apesar da publicidade na internet ser algo efetivo, pode também influenciar a milhões de pessoas.

"Começaremos a aplicar nossa nova política em 22 de novembro para fornecer aos anunciantes atuais um período de aviso antes que essa alteração entre em vigor."

A decisão do Twitter vai contra as diretrizes do Facebook que, no início de outubro, rejeitou um pedido da campanha presidencial de Joe Biden para derrubar um vídeo promocional da campanha de Donald Trump.

Em carta aberta, o Facebook afirmou que o anúncio, visto cinco milhões de vezes no site, não violava as políticas da empresa.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Redes sociais